Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Dia 28 de Abril 28/04/2015 | 18:10

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Trabalhadores fazem protesto em frente a DRT por mais segurança no trabalho

O protesto é parte do Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças no Trabalho

 28 de abril, Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças no Trabalho, é dia de luta. Por isso, trabalhadores de diversas categorias realizaram na manhã desta terça-feira um protesto em frente à Delegacia Regional do Trabalho (DRT), em São José dos Campos.

Os trabalhadores levaram faixas e protestaram contra as más condições e falta de segurança nos locais de trabalho. Além disso, exigiram prevenção aos acidentes, fiscalização e multa às empresas que descumprem as normas de segurança.

Só no ano de 2013, aqui na região do Vale do Paraíba, foram registrados 5163 acidentes de trabalho e 7 mortes por acidentes no local de trabalho. E essa situação tende a piorar com o Projeto de Lei 4330, que libera a terceirização nas atividades-fim das empresas.

Estatísticas mostram que de cada 10 acidentes ocupacionais, oito são trabalhadores terceirizados. E a cada cinco mortes nos locais de trabalho, quatro são de terceiros. Isto acontece porque os trabalhadores terceirizados estão nos postos mais precários.

“Com a manifestação de hoje, queremos dar visibilidade à luta que travamos diariamente no chão de fábrica, por melhores condições de trabalho. Queremos cobrar do governo a garantia de segurança no local de trabalho, mais fiscalização e pelo veto ao projeto de lei da terceirização”, afirmou o cipeiro da Hitachi Weller Gonçalves.

Ao final do ato, os trabalhadores protocolaram uma carta endereçada ao ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, e ao Gerente Regional do Ministério do Trabalho do Vale do Paraíba, Celso de Almeida Haddad, na qual denunciam a situação de insegurança nas empresas da região e cobram posicionamento contrário ao MP 664 e à PL 4330.

Com a medida provisória 664, os médicos das empresas ganham o direito a fazer perícia no caso da necessidade de auxílio-doença. Ou seja, fica nas mãos dos patrões decidir se o trabalhador deve ou não ser afastado.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®