Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Não vamos pagar pela crise 04/03/2015 | 11:09

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Sexta-feira é dia de luta contra os ataques do governo. Participe!

Sindicato e trabalhadores farão protestos nas portas das fábricas

Esta sexta-feira, 6, será um dia de luta contra os ataques do governo Dilma, que tem retirado direitos dos trabalhadores. Atos e manifestações estão sendo convocados pela CSP-Conlutas e outras organizações em todo país.

Em nossa região, vamos realizar protestos nas portas das fábricas e dizer bem alto que não aceitamos pagar pela crise econômica criada pelo governo e patrões.

Para conter a crise e "economizar", a presidente Dilma Rousseff (PT) vem tomando uma série de iniciativas que representam ataques aos trabalhadores. Exemplo disso são as medidas provisórias 664 e 665, que limitam o acesso ao seguro-desemprego, PIS, auxílio-doença, pensão por morte e seguro-defeso dos pescadores.

Com isso, o governo quer poupar mais de R$ 18 bilhões apenas este ano, para reservar aos banqueiros e ao pagamento da dívida pública. Mas os ataques não param por aí.

O governo Dilma está colocando novamente em pauta a votação do projeto de lei 4.330, apelidado de PL das terceirizações. O objetivo é acabar com as barreiras legais existentes à terceirização. Se for aprovado, será permitida a terceirização não apenas de atividades secundárias, como limpeza e segurança, mas também das atividades-fim de empresas públicas e privadas. Isso representará menores salários, maior jornada de trabalho e menos direitos para os trabalhadores.

Os patrões também se aproveitam da crise econômica para chantagear os trabalhadores e, assim, preservar seus lucros. Em todo país, mais de 12 mil estão com os empregos ameaçados por medidas como lay-off, férias coletivas ou licença remunerada.

“Não faltam motivos para protestar. Nesta sexta-feira, vamos deixar claro para o governo e patrões que a cada ataque haverá uma resposta. Vamos à luta contra a retirada de direitos e as demissões”, afirma o secretário-geral do Sindicato e membro da executiva da CSP-Conlutas, Luiz Carlos Prates, o Mancha.

Nossas bandeiras:
- Revogação das MPs 664 e 665.
- Arquivamento do PL 4.330 das terceirizações.
- Contra as demissões. Dilma, exigimos uma medida provisória que garanta a estabilidade no emprego.
- Redução da jornada, sem redução de salários.
- Em defesa da Petrobras 100% Estatal. Punição, confisco dos bens e prisão de todos os corruptos e corruptores, desde o governo FHC.
- Contra os cortes no orçamento público.
- Pela suspensão do pagamento da dívida pública aos banqueiros.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®