Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Corrupção 04/02/2015 | 17:03

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Petrobras anuncia renúncia de Graça Foster e cinco diretores

Conselho de Administração da estatal vai eleger a nova diretoria na sexta-feira

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, e outros cinco diretores renunciaram aos seus cargos na estatal na manhã desta quarta-feira, dia 4. O anúncio foi feito através de comunicado oficial da empresa.
 
Os novos ocupantes dos cargos na diretoria serão eleitos em uma reunião do Conselho de Administração, marcada para a próxima sexta-feira, dia 6.

A renúncia de Foster não causou surpresa. Sua saída acontece em meio às investigações de um escândalo bilionário de corrupção, desvendado pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal.
 
A Operação investiga o esquema de lavagem de dinheiro, que teria desviado bilhões na Petrobras, por meio da formação de cartel entre a estatal e grandes empreiteiras. Em reuniões secretas, as empresas dividiam os contratos entre si. Licitações eram fraudadas, obras superfaturadas e propinas pagas a políticos e diretores da estatal.
 
Ano passado, quando a operação estava no começo, a Polícia Federal investigava um desvio de R$ 10 bilhões na Petrobras. No entanto, com o desenvolvimento da operação, suspeitas indicam que o valor desviado pode ser muito maior.
 
As investigações apontam a participação das empreiteiras Camargo Corrêa, Galvão Engenharia, Engevix, Mendes Júnior, UTC, OAS, Setal e Odebrech. O que elas têm em comum? Boa parte destas empresas está na lista de doadores da campanha eleitoral de partidos como PT e PSDB. Ou seja, o dinheiro da corrupção é que financia estes partidos. Além disso, enquanto pagamos um valor absurdo na gasolina, os empresários lucram também com a corrupção.
 
Punir os corruptos e buscar uma Petrobras 100% estatal
No meio deste turbilhão de notícias sobre a corrupção na Petrobras, é comum as pessoas acharem que a solução seria sua privatização. Mas o problema não é o caráter estatal da empresa, afinal, 53% de suas ações já foram entregues aos acionistas estrangeiros. A corrupção é fruto da forma como o governo utiliza a Petrobras, como balcão de negócios, a serviço dos seus interesses mais nebulosos.
 
A saída de Graça Foster não resolve os problemas da empresa. A solução é a retomada do monopólio estatal do petróleo e o fim dos leilões de privatização do petróleo e do pré-sal. As riquezas nacionais têm que ser colocadas a serviço da população brasileira.
 
“É preciso punir todos os políticos e empresários envolvidos neste mar de lama, com o confisco de seus bens. Outra medida é reestatizar e colocar a Petrobras sob o controle dos trabalhadores”, disse o diretor do Sindicato José Dantas Sobrinho.
 
 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®