Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Repressão na USP 20/08/2014 | 16:06

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Tropa de choque reprime trabalhadores e estudantes

Comunidade universitária exige que governo estadual abra as negociações com professores e técnicos em greve

Estudantes, professores e técnicos da USP em greve foram violentamente reprimidos na manhã desta quarta-feira, dia 20. A repressão policial aconteceu durante uma manifestação pela abertura de negociação salarial e contra a privatização da universidade, promovida pelo governo de Geraldo Alckmin (PSDB) e o reitor Marco Antonio Zago.

A tropa de choque da PM avançou contra os trabalhadores enquanto o movimento grevista realizava um ‘trancaço’ nos acessos aos prédios da instituição, no bairro do Butantã, na capital paulista. A polícia usou bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha para atacar os manifestantes.

Os professores e técnicos da USP estão no terceiro mês de paralisação. Os trabalhadores querem 9,78% de reajuste salarial e a suspensão do corte de verbas para o ensino e pesquisa, anunciado por Zago.

No começo deste mês, o reitor suspendeu o ponto dos funcionários em greve, o que aumentou ainda mais indignação da comunidade universitária e a disposição da categoria de lutar por seus direitos e pela garantia da educação superior pública, gratuita e de qualidade para todos.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®