Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Nova fábrica 25/03/2014 | 15:48

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Sindicato pede que presidente Dilma cobre investimentos da General Motors

Carta foi entregue durante cerimônia no loteamento do novo Pinheirinho

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos entregou, nesta terça-feira, dia 25, uma carta à presidente Dilma Rousseff, referente aos investimentos da General Motors no Brasil. Na carta, o Sindicato pede que a presidente cobre da montadora o anúncio imediato do investimento de R$ 2,5 bilhões na planta de São José dos Campos.

O documento foi entregue pelo presidente do Sindicato, Antônio Ferreira de Barros, o Macapá, durante cerimônia de assinatura da ordem de serviço para a construção das 1.700 casas de famílias do Pinheirinho.

Apesar da GM ter assinado um acordo com o Sindicato em 2013, prevendo novos investimentos em São José dos Campos, até hoje o anúncio não foi oficializado. A medida geraria 2.500 empregos diretos na planta local.

Na carta, o Sindicato ressalta que o governo federal concedeu significativos incentivos fiscais ao setor automotivo, mas que, mesmo assim, a GM fechou postos de trabalho. No final do ano passado, às vésperas do Réveillon, 687 trabalhadores foram demitidos de uma só vez.

“Nesse sentido, gostaríamos que Vossa Excelência cobrasse da empresa o anúncio imediato dos investimentos em São José dos Campos, tal como previsto em Acordo celebrado entre as partes.

Além disso, gostaríamos que Vossa Excelência exigisse também a garantia dos postos de trabalho por meio de estabilidade no emprego. É o mínimo que a empresa deveria fazer, considerando a ajuda recebida por parte dos governos federal, estadual e municipal”, diz um trecho da carta, também assinada pela CSP-Conlutas.

O conteúdo da carta foi aprovado em assembleia, realizada nesta terça-feira, pelos trabalhadores da GM.

Embraer
Na mesma carta, o Sindicato reivindica que a presidente Dilma apoie a luta dos trabalhadores da Embraer para redução da jornada de trabalho de 43h para 40h semanais. Essa é a maior jornada entre as fabricantes de avião em todo o mundo. Sua redução representaria a geração de 1.500 novos postos de trabalho.

 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®