Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Trem da alegria 29/06/2011 | 10:56

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Manifestantes exigem revogação de reajuste para políticos

E nesta quinta-feira, dia 30, será a vez de São José dos Campos

Foi um dia de protesto e de manifestação popular contra a vergonha que se instaurou na Câmara Municipal e Prefeitura de Jacareí. Diversas entidades sindicais, entre elas a CSP-Conlutas e o Sindicato dos Metalúrgicos, e partidos de esquerda como o PSTU, ocuparam a Câmara para exigir a revogação da lei que concedeu um reajuste salarial de 81,6% para os vereadores, e 23% para o prefeito.

A Câmara já havia pego carona no reajuste de 6,25% concedido aos servidores municipais. Com isso, o salário dos vereadores aumenta quase 100%, passando de R$ 5.513,56 para R$ 10.021,18, enquanto que o do prefeito passa de R$ 13.718,00 para R$ 17.000.

Durante o protesto, nenhum vereador que aprovou a lei teve coragem de se manifestar na tribuna para contestar os argumentos dos manifestantes. Predominou a voz do povo que ocupou as galerias.

Após a manifestação na Câmara, os participantes seguiram em caminhada para as ruas centrais de Jacareí. Durante todo o trajeto, o protesto recebeu apoio popular dos pedestres, trabalhadores e motoristas que passavam pelo local.

A Guarda Municipal chegou a tentar impedir que os manifestantes permanecessem nas avenidas, mas não conseguiu.

“Toda a população está indignada com esse reajuste vergonhoso, com essa farra armada por vereadores e pelo prefeito. Se eles acham que vamos ficar quietos, estão muito enganados. Não aceitaremos essa provocação contra a classe trabalhadora”, afirma o diretor José Mendonça.

O reajuste para os vereadores e prefeito é efeito cascata de outro reajuste: o concedido para senadores, deputados federais e a presidente Dilma Roussef, em Brasília, na última votação de 2010. O plenário aprovou o reajuste de 61,83% para os parlamentares e 132% para a presidente.

Além da revogação do reajuste de prefeitos e vereadores, também defendemos que os vereadores recebam no máximo o salário de um trabalhador especializado (cerca de R$ 4.500), que os mandatos sejam revogáveis e que a reeleição se limite a apenas uma vez.

O ato foi organizado pela CSP-Conlutas, Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Sindicato dos Servidores Muncipais de Jacareí, Sindicato dos Trabalhadores do SAAE, Sintect-VP, Sindicato dos Químicos, Sindicato da Alimentação, Projeto Pavão, Admap (Associação dos Aposentados e Pensionistas), Must, PSTU, PSOL e Unidos pra Lutar.

Dia 30, será a vez de São José

Em São José dos Campos, o ato será dia 30 de junho, quinta-feira, data prevista para a votação de um projeto que também prevê a concessão de reajuste de 80% dos salários dos vereadores da cidade.

A organização é da CSP-Conlutas, Sindicato dos Metalúrgicos, Sindicato dos Trabalhadores dos Correios, Admap, Must e PSTU.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®