Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Blue Tech 17/06/2011 | 11:54

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Trabalhadoras estão mobilizadas contra condições precárias

Em assembleia, metalúrgicas deram prazo de 48h para empresa resolver problemas

As metalúrgicas da Blue Tech, de Caçapava, estão mobilizadas contra as condições precárias de trabalho na fábrica. Em assembleia, nesta quinta-feira, dia 16, as trabalhadoras deram prazo de 48 horas para a direção da empresa se reunir com o Sindicato para resolver os problemas.

Atualmente, a Blue Tech possui cerca de 350 funcionárias, trabalhando em apenas 1º turno. O excesso de trabalhadoras num espaço de trabalho insuficiente e durante o mesmo período de tempo está causando uma série de problemas.

Há desde falta de segurança na linha de produção pelo grande número de funcionárias à problemas de higiene e condições sanitárias por falta de banheiros, refeitórios superlotados, etc. Aliado à um ritmo de trabalho alucinante, que tem lesionado cada vez mais trabalhadoras, a situação está insustentável, o que vem causando a revolta das companheiras.

 

“Não bastasse o ritmo da produção que está acelerado, nem condições de trabalho a Blue Tech está garantindo as suas funcionárias. Esta situação é inadmissível. A empresa tem de apresentar uma solução, como redução da jornada, abertura de turnos e contratações. As trabalhadoras já deram o prazo pra empresa resolver, é 48h”, afirma a diretor sindical, Edmir da Silva.

“Se a empresa não atender as reivindicações, vamos aumentar a mobilização, bem como acionar uma fiscalização contra a empresa, junto aos Bombeiros, Vigilância Sanitária e Ministério do Trabalho”, disse Edmir.

Troca do feriado
Na assembleia, as trabalhadoras também rejeitaram a proposta de troca do feriado feita pela empresa. A Blue Tech havia proposto que as funcionárias trabalhassem nos dias 23 e 24, feriados em Caçapava por conta do dia de Corpus Christi e do padroeiro da cidade, por dias normais.

A empresa chegou a dizer que passaria uma lista por dentro da fábrica junto às metalúrgicas. Mas a decisão das trabalhadoras já foi tomada na assembleia. Portanto, os patrões têm de respeitar.

Acampamento na Italspeed

Ainda em Caçapava, os trabalhadores demitidos da Italspeed acamparam em frente à fábrica no dia de ontem, por seis horas, para exigir o pagamento da última parcela do acordo trabalhista feito com a empresa.

A Italspeed anunciou a demissão de cerca de 140 trabalhadores em agosto do ano passado e desde então os metalúrgicos realizam uma forte luta para garantir seus direitos. Em janeiro deste ano, foi feito um acordo para pagamento da dívida trabalhista e a última parcela deveria ser paga ontem. Entretanto, havia a informação de que o valor não seria pago.

Com a mobilização dos trabalhadores, a empresa e o banco confirmaram o valor do depósito e os trabalhadores encerraram o acampamento.
 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®