Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Luta operária 30/08/2013 | 17:29

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

27 mil metalúrgicos participam do Dia Nacional de Paralisações

Trabalhadores cruzaram os braços em dia histórico para a categoria

O Dia Nacional de Paralisações mobilizou, nesta sexta-feira, dia 30,  cerca de 27 mil metalúrgicos da região de São José dos Campos, Jacareí e Caçapava. Durante todo o dia, trabalhadores de 25 fábricas participaram de assembleias e mobilizações exigindo mudanças na política econômica do governo Dilma, com medidas a favor da classe trabalhadora. Também esteve no centro das mobilizações a pauta da Campanha Salarial dos metalúrgicos.

Nas fábricas, houve paralisações de até 24 horas, de acordo com a decisão da categoria. Na General Motors, toda a produção permaneceu parada desde o início da madrugada. Trabalhadores de todos os turnos e das empresas terceiras da GM que atuam dentro da montadora aderiram à greve. Com a paralisação, a empresa deixou de produzir 300 veículos S10 e Trailblazer, 2.400 motores e 2.720 transmissões. Os funcionários só voltam ao trabalho na segunda-feira, dia 2.

Entre as principais empresas da região, também houve paralisação na Avibras e Ericsson. Na quinta-feira, houve atraso na produção da Embraer, antecipando as atividades deste 30 de agosto.

Na Zona Sul, pela manhã houve “arrastão” de assembleias nas fábricas e bloqueio de acessos ao bairro industrial Chácaras Reunidas, onde está localizada a maior parte das fábricas. A Polícia Militar acompanhou as atividades na Zona Sul, tentando inibir os trabalhadores, mas mesmo assim as mobilizações aconteceram. À tarde, houve assembleias com os operários do segundo turno, que confirmaram a adesão ao Dia Nacional de Paralisações.

Manifestações
Na região de Jacareí, houve mobilização na Emerson, Parker Hannifin, Inox, Wirex Cable, Volex e Press Mecânica. Logo após as assembleias, o Sindicato seguiu em carreata pelas ruas centrais da cidade, junto com motoristas e cobradores. A manifestação começou por volta das 11h na Rua Siqueira Campos, passou pela Prefeitura e terminou na Rua Barão de Jacareí. Os motoristas seguiram em comboio e foram apoiados pela população que passava pelo local e aplaudia o protesto.

Em São José dos Campos, os metalúrgicos juntaram-se a outras categorias em uma passeata pelo centro. Cerca de 100 pessoas, entre estudantes, professores, aposentados, trabalhadores dos Correios e metalúrgicos, participaram da manifestação, que saiu às 10h30 do Sindicato e terminou por volta do meio-dia, na Praça Afonso Pena.

Em Caçapava, houve paralisação de 24 horas na Blue Tech e MWL, que, juntas, somam cerca de 900 trabalhadores.

O Dia Nacional de Paralisações foi convocado por todas as centrais sindicais do país, incluindo a CSP-Conlutas, com uma pauta unificada de reivindicações. (veja a pauta completa abaixo)

“O Dia Nacional de Paralisações já entrou para a história de lutas dos metalúrgicos. Nossa categoria mostrou que está forte e mobilizada, pronta para lutar por seus direitos. As manifestações também serviram como ponto de apoio para a Campanha Salarial, mas este foi principalmente um dia para fazer exigências ao governo Dilma. Enquanto nossa pauta de reivindicações não for atendida, continuaremos mobilizados”, afirma o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Antonio Ferreira de Barros.

ONDE HOUVE MOBILIZAÇÕES

Greve de 24 horas
GM
Avibras
Emerson
Blue Tech
MWL
Suntech
Haldex
Piramide
Usimoren
Usieng
Inox
Parker Filtros
3C

Atraso na produção
Friulli
Wireflex
Enifer
MS Ambrogio
Forming Tubing
Techal
Parker Hannifin
Wirex Cable
Ericsson
Embraer
Volex
Press Mecânica

Pauta Unificada do Dia Nacional de Paralisações

- Aumento geral de salário;
- redução da jornada de trabalho;
- contra o PL 4330: chega de terceirizações e precarização do trabalho;
- 10% do PIB para a educação pública;
- 10% do orçamento para a saúde pública;
- fim dos leilões das reservas de petróleo;
- fim do fator previdenciário e aumento do valor das aposentadorias;
- reforma agrária;
- salário igual para trabalho igual: basta de discriminação à mulher no trabalho.

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®