Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Fim da produção do Classic 22/08/2013 | 18:47

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Sindicato e GM reúnem-se para discutir sobre o MVA

Montadora anunciou a transferência da linha para a fábrica de Rosário, na Argentina

O Sindicato e a General Motors reúnem-se mais uma vez, nesta sexta-feira, dia 23, para discutir sobre os planos da montadora em romper o acordo que prevê a produção do veículo Classic em São José dos Campos até dezembro de 2013. A reunião será no Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), a partir das 8h.

Com o anúncio da quebra do acordo pela própria GM, o Sindicato deu início a uma série de mobilizações para exigir que a produção do Classic seja mantida na cidade. Já está programada uma paralisação na montadora no dia 30 de agosto, Dia Nacional de Paralisação. Na reunião desta sexta-feira, o Sindicato vai pressionar a empresa a manter o compromisso assumido.

Cobrança ao poder público
O presidente do Sindicato, Antonio Ferreira de Barros, o Macapá, reuniu-se com o prefeito Carlinhos Almeida (PT) na última quarta-feira, dia 21, para cobrar um pronunciamento público contra a quebra do acordo. Também cobrou que o prefeito intervenha junto ao governo federal para que a presidente Dilma tome medidas em favor dos trabalhadores da GM.

Setecentos e cinquenta metalúrgicos do MVA (Montagem de Veículos Automotores) estão em licença remunerada até o dia 30 de agosto e correm o risco de perder o emprego, com o fim da linha do Classic em São José.

“Os trabalhadores não aceitarão o rompimento do acordo. Esta é uma postura irresponsável da GM que tem de ser repudiada por toda a sociedade”, afirma Macapá.

O Sindicato defende que a produção do Classic em São José dos Campos é economicamente viável e não existe motivo para deixar de ser produzida na cidade. A linha de produção foi transferida para a fábrica de Rosário, na Argentina.

O acordo
O acordo rompido pela GM foi negociado exaustivamente entre a montadora e o Sindicato e aprovado em assembleia pelos trabalhadores, em janeiro. Representantes dos governos federal, estadual e municipal testemunharam as negociações.

Na época, os trabalhadores se viram obrigados a ter seus direitos rebaixados para garantir a manutenção dos empregos.

“Se a empresa insistir com esse absurdo, terá de enfrentar a força dos metalúrgicos. Vamos fazer greves, passeatas, caravanas para Brasília, vamos fazer muito barulho para obrigar a empresa a manter o acordo. Não vamos ficar calados diante dessa irresponsabilidade cometida pela GM”, conclui Macapá.

 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®