Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Participação nos Lucros 02/08/2013 | 11:47

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Trabalhadores da Latecoere encerram greve de 19 dias

Mobilização segue com a Campanha Salarial que se inicia na próxima semana

Os trabalhadores da Latecoere, de Jacareí, encerraram a greve por PLR iniciada no dia 15 de julho. A assembleia aconteceu nesta sexta-feira, dia 2, e o retorno ao trabalho acontecerá na segunda-feira, dia 5.

Em 19 dias de greve, os metalúrgicos da Latecoere deram exemplo de luta e demonstraram a força e unidade da categoria, com 90% da produção da fábrica parada.

A luta por PLR é encarada pelos trabalhadores como uma forma de compensar os baixos salários do setor. A greve escancarou a grande insatisfação dos metalúrgicos do setor aero e serve de aviso para a Campanha Salarial que se inicia. Os metalúrgicos já deram mostras de que não vão aceitar reajuste inferior ao do restante da categoria.

Na Campanha Salarial do ano passado, o reajuste dos trabalhadores do setor aero foi, em média, um ponto percentual inferior ao dos demais metalúrgicos.

“Nossa mobilização continua, agora ainda mais forte, por uma Campanha Salarial vitoriosa. Se os patrões insistirem nesta política salarial que prejudica os trabalhadores, vamos retomar a greve”, afirma o diretor do Sindicato Edmir Marcolino da Silva.

Participação nos lucros
Os trabalhadores aceitaram a proposta de PLR apresentada pelo Tribunal Regional do Trabalho de Campinas (TRT), no valor de R$ 2.700. A primeira parcela, de R$ 2.100, será paga no dia 10 de agosto. O julgamento do dissídio aconteceu na última quinta-feira, dia 1.

No total, foram 19 dias de greve. Apenas parte dos dias parados será compensada pelos trabalhadores.

Campanha contra desnacionalização
Os trabalhadores também votaram a intensificação da Campanha Contra a Desnacionalização do Setor Aero. Eles exigem do BNDES, o principal financiador do setor, a elaboração de um Contrato Nacional de Trabalho, com piso salarial superior. Atualmente, o piso do setor aeronáutico é de R$ 1006, o menor praticado no setor metalúrgico da região.

As reivindicações dos metalúrgicos também estão voltadas ao governo federal. Eles exigem que o governo Dilma barre o processo de desnacionalização do setor aero realizado pela Embraer.

Com dinheiro público do BNDES, a Embraer está transferindo parte da produção para países como México e Estados Unidos. A medida preocupa os trabalhadores, pois provocará o fechamento de empresas parceiras da fabricante no Brasil, como Latecoere, C&D e Sobraer.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®