Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Mobilização 03/06/2011 | 12:11

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Na MWL, aprovada uma PLR 60% maior

Empresa foi pressionada a aumentar valor após rejeição da proposta pelos trabalhadores em assembleias na semana passada

Depois de pressionarem a MWL, os trabalhadores conquistaram R$ 2.310 de PLR. O acordo foi aprovado em assembléia, na última quinta-feira, dia 2. O valor é 60% superior a PLR do ano passado.

No início das negociações, a empresa havia proposto R$ 1.843 em duas parcelas. Entretanto, a empresa pretendia atrelar a segunda parcela às metas de lucros. Caso a empresa não atingisse os R$ 12 milhões previstos, não haveria pagamento.

Com a rejeição dos trabalhadores, em assembleias na semana passada, a empresa foi obrigada a aumentar a proposta e em negociação com o Sindicato, o valor chegou a R$ 2.310. Agora, se o lucro for superior aos R$ 12 milhões, o percentual da PLR pode aumentar ainda mais. Se for inferior, fica garantido o fixo de R$ 2.310.

“Foi uma importante vitória para a categoria, que não se deixou dobrar com as propostas rebaixadas da empresa”, afirma o diretor Edmir da Silva.

Paralisações na Eaton e Schrader

Os trabalhadores da Eaton e Schrader realizaram paralisações de advertência após rejeitarem as propostas de PLR rebaixadas apresentadas pelos patrões.

Na Eaton, os trabalhadores estão em estado de greve e já realizaram duas paralisações de advertência esta semana. Eles rejeitaram a proposta de R$ 3.010, sendo R$ 1.800 de antecipação e R$ 1.210 para janeiro, condicionado a metas. Os trabalhadores reivindicam R$ 3.500 e redução das metas.

A imposição de metas abusivas é uma forma de a empresa aumentar a produtividade e a exploração na fábrica de São José, que produz válvulas automotivas. A empresa ainda não agendou uma nova reunião para discutir a reivindicação dos trabalhadores.

Na Schrader, os companheiros realizaram paralisação de três horas na última quinta-feira. Eles rejeitaram a proposta de R$ 1.700 em duas parcelas e lutam por uma PLR de R$ 3 mil. Uma nova rodada de negociação entre a empresa e o Sindicato está marcada para a próxima semana.

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®