Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Paralisação 20/05/2011 | 17:13

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Metalúrgico da GM faz greve por PLR maior

Paralisação de 24h foi aprovada no primeiro e segundo turno

Os metalúrgicos do primeiro e segundo turno da General Motors, em São José dos Campos, entraram em greve nesta sexta-feira, dia 20. Os trabalhadores rejeitaram, em assembleia, a proposta da montadora referente à PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e aprovaram a deflagração da paralisação por 24 horas.

Na última rodada de negociação com o Sindicato, ocorrida nessa quinta-feira, dia 19, a General Motors propôs PLR de R$ 9.500 caso os trabalhadores atinjam 100% das metas impostas pela empresa, o equivalente a produção de 410 mil carros por ano nas fábricas de São José dos Campos e São Caetano (veja abaixo a tabela completa das metas e valores de PLR).

Pela proposta da montadora, a PLR pode ainda variar entre R$ 7.600 e R$ 11.500 de acordo com a produção. A proposta prevê a antecipação de R$ 5.200.

O Sindicato propôs uma variação de R$ 10.020 a R$ 15.030, com antecipação de R$ 7 mil, que tem de ser paga ainda neste mês de maio. No ano passado, cada trabalhador recebeu R$ 9.909 de PLR, após forte mobilização da categoria.

Negociações
Foram sete rodadas de negociação, desde 29 de abril. Em suas primeiras propostas, a GM chegou a sugerir que a meta de produção superasse em 50 mil veículos ao que foi produzido no ano passado. Em 2010, as fábricas de São José dos Campos e São Caetano produziram juntas 414 mil veículos. Já ao final das negociações, a proposta da empresa chegou a 450 mil veículos a serem produzidos em 2011.

A GM de São José dos Campos produz os modelos Corsa, Classic, Meriva, Zafira, S10, Blazer, kits desmontados para exportação, motores e transmissões. Com a paralisação de hoje, deixarão de ser produzidos 950 veículos. A fábrica possui cerca de 9 mil trabalhadores.

Para definir os valores da PLR, a montadora leva em consideração as metas de produção de veículos. A distribuição é feita da seguinte forma:

Metas de
produção
Número de
veículos
Proposta
da GM
Proposta
do Sindicato
80% 357 mil a 381 mil R$ 7.600 R$ 10.020
100% 410 mil R$ 9.500 R$ 12.525
120% 450 mil R$ 11.400 R$ 15.030


Os valores apresentados pela montadora ficaram muito abaixo do esperado pelos trabalhadores, por isso a rejeição à proposta foi unânime.

“A GM vive seu melhor momento, com recordes seguidos de produção. Os trabalhadores têm trabalhado exaustivamente e não aceitarão esses valores rebaixados apresentados pela montadora. A paralisação de hoje é apenas o primeiro passo. Caso a empresa insista nessa proposta, os trabalhadores irão endurecer até conquistarem suas reivindicações”, afirma o presidente do Sindicato, Vivaldo Moreira Araújo.

Conteúdo Relacionado

Galeria de Fotos

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Maurício Diamante, 65, Centro, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2014 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®