Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Imprensa / Últimas Notícias

Audiência no Senado 05/10/2012 | 14:08

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • RSS
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Trabalhadores da GM preparam nova ida a Brasília

Metalúrgicos que estão em layoff fazem a quinta assembleia para organizar luta contra demissões

Os trabalhadores da General Motors que estão em layoff decidiram dar continuidade às mobilizações contra o plano de demissões da montadora. Os próximos passos são uma nova ida a Brasília para a audiência pública que acontece dia 16 no Senado. Desde agosto, a empresa já demitiu 234 trabalhadores pelo sistema de Programa de Demissão Voluntária (PDV).

Nesta sexta-feira, dia 5, foi realizada a quinta assembleia dos  trabalhadores em layoff. Em cada uma delas, os metalúrgicos fortalecem ainda mais a luta em defesa do emprego. Nas negociações que vêm ocorrendo com o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, a GM se mantém firme no propósito de demitir 1.840 trabalhadores, além de apresentar propostas para retirada de direitos mesmo sem garantir a manutenção dos postos de trabalho.

O PDV aberto pela GM, como parte do acordo para suspensão das demissões, já teve a adesão de 234 trabalhadores. O programa só termina no dia 30 de novembro, simultaneamente ao fim do layoff. Com as adesões, restam ainda 1.606 trabalhadores considerados excedentes pela montadora.

Na audiência do Senado, já estão confirmadas presenças de representantes da GM, Sindicato e Governo Federal.

“Nós, como representantes dos trabalhadores, queremos perguntar para os senadores se eles concordam que a GM demita em São José dos Campos e transfira esses postos de trabalho para a Argentina, que é o que vai acontecer. Queremos continuar pressionando o governo para que a empresa volte a investir na fábrica de São José e desista de seu plano de demissões”, afirma o presidente do Sindicato, Antonio Ferreira de Barros, o Macapá.

Esta será a segunda vez, em menos de um mês, que trabalhadores da GM vão a Brasília para defender seus empregos. No dia 25 de setembro, eles foram recebidos pela Secretaria Geral da Presidência da República e pelo Ministério do Trabalho, e protocolaram uma pauta de reivindicações dirigida à presidente Dilma Rousseff.

A pauta inclui:
- Proibição das demissões por empresas que estão importando produtos para vender no Brasil.
- Investimento no Brasil de 100% dos lucros aqui obtidos.
- Proibição das importações para nacionalizar a produção.
- Redução da jornada de trabalho sem redução de salário e proibição do Banco de Horas.
- Nacionalização das empresas que demitirem em massa.

 

Conteúdo Relacionado

Veja mais Notícias



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®