Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal o Metalúrgico em Família

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 63 | Julho de 2011

Homofobia

Brasil é campeão mundial em assassinatos de homossexuais

Este ano já foram mortos, pelo menos, 85 gays, lésbicas e travestis. Nos últimos cinco anos, o índice cresceu 115%

Ser homossexual no Brasil é um fator de risco. É o que mostra o relatório produzido pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), entidade de reconhecimento internacional e que há 30 anos monitora os casos de violência contra homossexuais.

Segundo o relatório, o número de assassinatos de homossexuais cresceu 115% em 2010. Foram mortos pelo menos 260 gays, lésbiscas e travestis. Em 2011, este número já chegou a 85. Estes dados colocam o Brasil como o campeão mundial de assassinatos.

O fato é que o preconceito tem criado uma situação que encoraja e legitima a violência. Para combater esta situação é que está em tramitação no Senado um projeto de lei que torna crime a discriminação a homossexuais.

O antropólogo e fundador do GGB, Luiz Mott, explica que as mortes são, em sua ampla maioria, provocadas pelo fato das vítimas serem homossexuais. Há casos explícitos de ódio, em que os criminosos deixam recados do tipo “odeio gay” ou praticam violência extrema, como castração.

“A aprovação da lei que criminaliza o preconceito é importante, mas não pode vir sozinha. Caberá a nós, homossexuais, fazê-la aplicar”, afirma Luiz Mott.

Barganha em Brasília
Apesar da violência contra homossexuais ser crescente no Brasil, a presidente Dilma Rousseff determinou, em maio, o cancelamento da distribuição do material contra a homofobia, que seria distribuído nas escolas.

E o que é pior: a suspensão só aconteceu porque Dilma queria garantir, na época, que a bancada evangélica não chamasse o então ministro Antonio Palocci para dar explicações sobre seu enriquecimento.

Com isso, o Brasil permanece na contramão das discussões mundiais sobre direitos humanos. “A homossexualidade tem dois lados no Brasil: o lado cor- de-rosa, que é o lado da festa, da aceitação de artistas e da maior parada gay do mundo. E há o lado vermelho, que é o lado da violência, do preconceito, do machismo, que vitima mulheres e homossexuais”, conclui Mott.


Campanha da OAB alerta: "homofobia mata"

Diante do aumento dos casos de violência contra homossexuais, a OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de São Paulo) lançou a campanha “Homofobia mata”, destinada a combater o preconceito e a violência praticados contra homossexuais.

A CSP-Conlutas também mantém um grupo setorial que combate o preconceito e defende direitos LGBTT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis). Em junho, a central participou da Parada Gay, em São Paulo, e realizou um debate no Sindicato sobre o assunto.


Primeiro casamento gay do Brasil aconteceu em Jacareí

Quando o Supremo Tribunal Federal reconheceu o direito dos homossexuais à união civil, o País deu um importante avanço.

A partir dessa decisão, o casal de Jacareí José Sérgio Santos de Sousa e Luiz André de Rezende Moresi protagonizaram o primeiro casamento gay do Brasil.

Eles se casaram no 2º Cartório de Notas, com direito a certidão de casamento e cobertura pela imprensa.

Já em Goiânia, o casal Liorcino Mendes e Odílio Torres teve o contrato anulado pelo juiz Jeronymo Pedro Villas Boas.

Para se justificar, o juiz usou argumento discriminatório: “essas pessoas não podem querer a aceitação dos demais membros da sociedade como se fosse natural”.

Entretanto, o Tribunal de Justiça de Goiás revogou a decisão discriminatória e confirmou a união de Liorcino e Odílio.

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá. Rua Maurício Diamante, 65 - CEP: 12209-570 - Tel.: (12) 3946.5333 - Fax: (12) 3922.4775, São José dos Campos (SP). Site: www.sindmetalsjc.org.br. E-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - Presidente do Sindicato: Vivaldo Moreira Araújo - Diretoria Executiva: Herbert Claros da Silva, Adilson dos Santos, Luiz Carlos Prates, José Gonçalves Mendonça, José Donizetti de Almeida - Diretoria Efetiva: Adilson Carlos do Prado, Ananias Francisco Santos, André Luis Gonçalves, Antonio Ferreira de Barros, Camilo Lélis Lopes, Célio Eduardo Silveira, Clóvis Fernandes de Sousa, Edson Alves Cruz, Eduardo de O. S. Carneiro, Eliane dos Santos, Geraldo de Jesus Santos, Ivan Cardoso de Souza, Jésu Donizetti de Souza, João Batista Arruda, José Francisco Sales, Keila Mendes Costa, Luciano de Oliveira Valle, Luciano Macedo César, Renato Bento Luiz, Rilma Maria da Silva, Rinaldo Fernando Silveira, Rogério Willians de Oliveira, Sebastião Francisco Ribeiro, Silvio Peninck de Oliveira, Valdir Martins de Souza, Valmir Diniz Ferreira, Vinícius Faria, Waldemar Vicente Magalhães- Conselho Fiscal: Edmir Marcolino da Silva, José Dantas Sobrinho, Lauro Claudino Nunes, Ademir Tavares da Paixão, José Carlos de Lima, Rosângela de Souza Calzavara - Responsabilidade da publicação: Diretoria do Sindicato - Edição: Ana Cristina da Silva. Redação: Douglas Dias, Eliane Mendonça, Rodrigo Correia, Shirley Rodrigues - Colaboração: Angélica de Paula - Editoração Eletrônica e Ilustração: Bruno César Galvão Impressão: Jornal Diário da Região - CNPJ 07.351.093/0001-48

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Maurício Diamante, 65, Centro, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2017 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®