Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1036 | De 18 a 24 de Junho de 2013

Expediente

Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Colaboração: Conselho Editorial - Edição: Rodrigo Correia - Redação: Douglas Dias, Manuela Moraes e Shirley Rodrigues. Editoração e Ilustração: Bruno Galvão - Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

Parceiras da Embraer

Trabalhadores do setor aero fazem campanha pela nacionalização

Os metalúrgicos do setor aeronáutico deram início à campanha “Dinheiro Público só para Nacionalização. Contra o Desemprego e a Exploração nas Fábricas de Avião”, que pretende impedir o uso de dinheiro público para financiar projetos da Embraer fora do Brasil.

O objetivo da campanha é fazer com que o governo federal e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) parem o processo de desnacionalização iniciado pela Embraer. A empresa vem transferindo parte da produção para fábricas no exterior, o que pode causar desemprego no Brasil.

Na fabricação da segunda geração dos jatos comerciais E-Jets (revitalização dos jatos 170/175/190/195), por exemplo, sai a Latecoere, de Jacareí, e entra a norte-americana Triumph Aerostructures Vought Aircraft Division, que assinará um contrato de US$ 1,7 bilhão com a Embraer.

A desnacionalização também pode atingir a C&D, Sobraer e Aernnova.

Campanha
Os trabalhadores da Latecoere e Sobraer já votaram participação na campanha. Outras assembleias acontecem ainda esta semana.

Nesta segunda-feira, dia 17, o Sindicato protocolou um pedido de reunião com presidente do BNDES, para discutir o assunto.

A desnacionalização vem acontecendo desde a privatização da Embraer. Na época, graças à pressão do Sindicato, Latecoere (francesa), C&D (norte-americana), Aernnova (espanhola) e Sobraer (belga) foram obrigadas a abrir filiais no Brasil para a produção do ERJ 145.

“Exigimos que o governo Dilma proíba o uso de dinheiro público para projetos que só beneficiam acionistas estrangeiros e geram desemprego no Brasil”, afirma o diretor do Sindicato Edmir Marcolino da Silva.


Investimento Público na Embraer
Antes da privatização = R$ 5 bilhões
Depois da privatização = R$ 17 bilhões
Cargueiro KC 390
Investimento público: R$ 1,1 bilhão
Fabricação e geração de emprego: Portugal, Argentina, México, Cazaquistão, Chile e Estados Unidos

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®