Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1027 | De 09 a 15 de Abril de 2013

Expediente

Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Colaboração: Conselho Editorial - Edição: Ana Cristina Silva - Redação: Douglas Dias, Manuela Moraes e Shirley Rodrigues. Editoração e Ilustração: Bruno Galvão - Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

Em defesa dos direitos

Todos a Brasília no dia 24 de abril! Inscrições podem ser feitas até dia 15

No dia 24 de abril, milhares de ativistas de todo o país vão tomar as ruas de Brasília para exigir mudanças na política econômica do governo.

A estimativa do fórum de entidades que organiza a Marcha é de que cerca de 20 mil pessoas de diversas categorias de trabalhadores, estudantes e ativistas do movimento popular participem da manifestação.

Vamos cobrar mudanças na política econômica do governo que favoreçam os trabalhadores e exigir o fim de ataques, como o ACE (Acordo Coletivo Especial), que permite a retirada de direitos, e o Fator 85/95, que aumenta a idade mínima para a aposentadoria.

Ônibus sairão da região
Uma caravana com ativistas da região partirá do Sindicato no dia 23. Para participar basta se inscrever até o dia 15, na sede e subsedes do Sindicato, ou pelos telefones 3946-5305, 3946-5308 e 3946-5311.

Uma plenária com sindicatos e entidades da região que participarão da Marcha vai ocorrer no dia 11, às 18h, na sede do Sindicato dos Petroleiros (Rua das Azaléas, 57 - Jd. Motorama). Nessa plenária, será realizada uma discussão sobre a luta contra o ACE e definido os detalhes finais da preparação da Marcha.


Mudanças na política econômica
No dia 5, o ministro Guido Mantega anunciou mais 14 setores que serão beneficiados pela desoneração fiscal. O número de setores beneficiados já chega a 56 e responde por metade do PIB do país.

Em março, o governo de Dilma anunciou uma nova prorrogação da redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para automóveis e caminhões até o fim do ano. O governo tem concedido o benefício às montadoras desde 2012.

A medida representa uma renúncia fiscal adicional de R$ 2,2 bilhões, entre abril e dezembro de 2013. No ano passado, o valor atingiu mais R$ 3 bilhões.

O fato é que temos visto uma generosa política do governo com os empresários. Mas os trabalhadores continuam a ver navios, sem ter ao menos a garantia dos empregos. No caso da GM, por exemplo, o governo não tomou nenhuma medida para evitar a demissão de 600 trabalhadores que estavam em lay-off.

É hora de exigir do governo uma política econômica com medidas que favoreçam os trabalhadores!


ACE abre caminho para ataques
O ACE (Acordo Coletivo Especial) é uma proposta apresentada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC/CUT, com apoio do governo, que prevê que as negociações entre sindicatos e empresas passem a valer mais do que o que está na lei.

Na prática, a proposta permite a redução de direitos históricos dos trabalhadores, previstos na CLT.

Se aprovado o ACE vai acabar com o 13º salário, direito às férias, hora extra remunerada, entre outros direitos.

Nós defendemos mudanças na CLT, apenas para melhor. Um exemplo seria a proteção contra a demissão imotivada. Somente dessa forma é possível garantir um ambiente de trabalho tranquilo e liberdade de negociação.


Reforma da Previdência
O governo prepara uma nova Reforma da Previdência com a substituição do Fator Previdenciário por outro mecanismo prejudicial. As centrais governistas propõem uma nova fórmula, o Fator 85/95, como primeiro passo para o Fator 95/105.

Por este mecanismo, a soma da idade e tempo de contribuição para se aposentar precisaria atingir 85 anos para as mulheres, e 95 anos para homens. Posteriormente, seriam necessários 95 e 105 anos, respectivamente.

Este é mais um ataque ao direitos dos trabalhadores que precisa ser barrado. A Marcha também vai exigir a anulação da Reforma da Previdência, aprovada em 2003, por meio do esquema do Mensalão.

Com o slogan “Reforma da Previdência comprada tem de ser anulada” cresce a Campanha pela Anulação da Reforma. Um abaixo-assinado será entregue ao Supremo Tribunal Federal no dia 24. A versão na internet já reúne mais de 3,6 mil assinaturas.
 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®