Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 998 | De 24 a 30 de Julho de 2012

Expediente

Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Ana Cristina Silva - Redação: Douglas Dias, Manuela Moraes e Shirley Rodrigues. Editoração Eletrônica: Bruno César Galvão Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

Contra a opressão

25 de julho é dia da mulher negra latino-americana e caribenha

Há exatos 20 anos, durante o 1º Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-Caribenhas, na República Dominicana, o dia 25 de julho ficou marcado como a data em que se celebra o Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha.

Apesar de pouco divulgada, a data é considerada um marco para a luta das mulheres, a resistência e o enfrentamento a todos os tipos de discriminação e desigualdades raciais e sociais. E os números mostram que isso é necessário.

A mulher trabalhadora segue sendo discriminada e se for negra, a situação é ainda pior.

Segundo dados divulgados pela OIT (Organização Internacional do Trabalho), no último dia 19, mais de 25% das mulheres negras, entre 15 e 24 anos, não estudam ou não trabalham. Ou seja, a cada quatro brasileiras negras, uma se encontra nessa situação.

Outro índice que demonstra a desigualdade é a taxa de emprego formal. Entre os homens brancos, a taxa de formalidade é de 57%. Já entre as mulheres negras, a taxa é de apenas 42,5%, quase 15 pontos percentuais a menos.

Também podemos notar a diferença na remuneração entre os homens e as mulheres.

Segundo dados do Censo, realizado pelo IBGE em 2010, o salário médio da brasileira equivale a 73,8% daquilo que um homem recebe no mesmo cargo.

“Os trabalhadores têm de se unir na luta contra o preconceito. Essa tarefa é das mulheres, mas também dos homens”, afirma a diretora do Sindicato, Rosângela Calzavara.

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®