Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 996 | De 11 a 16 de Julho de 2012

Expediente

Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Ana Cristina Silva - Redação: Shirley Rodrigues, Manuela Moraes e Douglas Dias. Editoração Eletrônica: Bruno César Galvão Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

Menos empregos

Empresas demitem, apesar dos incentivos concedidos pelo governo

Desde o início da crise internacional, o governo federal tem concedido generosas isenções de impostos e incentivos às empresas.Apesar disso, alguns setores registram queda de até 75% na criação de vagas nos cinco primeiros meses do ano e até têm feito demissões.

A nova redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), anunciada em maio, por exemplo, elevou a venda de veículos, em junho, em 22,8%, em relação a maio.

Mesmo assim, as montadoras têm demitido. É o caso da GM, bem como da Volks (que abriu PDV), da Volvo (208 demissões) e Mercedez (lay-off). De janeiro a maio, a criação de vagas no setor teve queda de 75%.

Durante todo o período da crise foram criadas apenas 27.753 vagas de trabalho. Enquanto isso, o governo federal já abriu mão de mais de R$ 26 bilhões em impostos para as montadoras. Isso significa que o governo gastou cerca de R$ 1 milhão em isenções para cada vaga de trabalho criada no período.

Nas autopeças, a situação é parecida. Foram fechados 5,5 mil postos de trabalho.

Dinheiro público pelo ralo
O governo segue dando dinheiro às montadoras.

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anunciou nesta segunda-feira, dia 9, a liberação de R$ 342 milhões para a Volkswagen. O banco já havia liberado R$ 373,5 milhões para a Renault, em maio. O pior é que essa política tem sido mantida sem que seja exigido nem mesmo uma contrapartida das empresas.

“Enquanto o governo concede isenções e financiamentos, as empresas estão usando o dinheiro para financiar demissões e manter seus lucros”, afirma o diretor do Sindicato, Adilson dos Santos, o Índio.

“O governo deveria exigir que as empresas garantam a estabilidade no emprego. Não podemos permitir que nosso dinheiro vá para as empresas que demitem”, concluiu.

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®