Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 992 | De 12 a 18 de Junho de 2012

Expediente

Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Ana Cristina Silva - Redação: Douglas Dias, Rodrigo Correia e Shirley Rodrigues. Editoração Eletrônica: Bruno César Galvão Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

Contradição

GM cria terceiro turno da S-10 mas abre Programa de Demissão Voluntária

 A GM anunciou, na semana passada, a abertura do terceiro turno para produção da S-10, uma reivindicação do Sindicato para reduzir o número de horas extras e abrir novos postos de trabalho.

O anúncio do novo turno, que terá início no dia 18, vem em um momento em que os trabalhadores têm se desgastado com o alto ritmo de produção praticado pela empresa.

Em maio, a planta bateu recorde de produção da nova S10, com a fabricação de 6.800 carros. A média do setor com o modelo antigo era de 4.600 unidades por mês.

A contradição, no entanto, veio com o anúncio de que não serão contratados novos trabalhadores e, pior, que seria aberto um PDV (Programa de Demissão Voluntária) para o setor de produção.


PDV é aberto após generosos incentivos fiscais

Além de não contratar, a GM anunciou a abertura de um PDV, que segue até sexta-feira. A montadora não divulgou sua meta.

O Sindicato é totalmente contra o PDV, principalmente agora quando será aberto mais um turno. É uma contradição demitir trabalhadores no momento em que se pretende aumentar a produção.

Incentivos do governo
É mais absurdo ainda isso acontecer depois que a montadora foi generosamente beneficiada com isenções fiscais pelo governo federal e com a redução do IPI.

A GM não tem nenhuma razão para demitir. A empresa ocupou o segundo lugar em vendas em maio, com o emplacamento de 54.780 veículos, contra 41.378 em abril.

As quatro maiores montadoras que atuam no Brasil (GM, Volks, Fiat e Ford) aumentaram em 42,12% o número de importações no primeiro quadrimestre de 2012 em relação ao mesmo período do ano passado, segundo o jornal Valor.

No período, a GM foi a montadora que mais aumentou seu volume de importações, em 50,52%, chegando a um valor R$ 470 milhões.

Há poucos dias, a montadora lançou para o mercado brasileiro o Sonic, carro produzido inteiramente na Coreia do Sul.

“A GM têm recebido bilhões de reais em isenções do governo, mas despreza a questão de geração de empregos em nosso país”, afirma o presidente do Sindicato, Antonio Ferreira de Barros, o Macapá.

“Diante dos benefícios e incentivos concedidos pelo governo às custas do dinheiro público, o mínimo que as montadoras têm de fazer é garantir estabilidade no emprego aos trabalhadores e não aumentar ainda mais as demissões e a exploração”, afirma Macapá.


Sindicato fala com ministro

O ministro do Trabalho, Brizola Neto, recebeu, no dia 30, uma comitiva do Sindicato e da CSP-Conlutas que discutiu a situação da GM. No encontro, o Sindicato cobrou medidas do governo no sentido de barrar as demissões, que estão sendo feitas pela montadora mesmo recebendo inúmeros incentivos fiscais do governo.

 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®