Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 986 | De 09 a 16 de Abril de 2012

Expediente

Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Ana Cristina Silva - Redação: Douglas Dias, Eliane Mendonça, Shirley Rodrigues e Rodrigo Correia. Editoração Eletrônica: Bruno César Galvão Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

Pacote de bondades

Governo anuncia mais R$ 60,4 bilhões em incentivos e isenções aos patrões

A presidente Dilma, acompanhada do ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou, no dia 3, mais um pacote de isenções e incentivos à indústria. O custo total das medidas, apenas em 2012, será de R$ 60,4 bilhões.

A quantia virá tanto de reduções de impostos quanto da ampliação de linhas de crédito e repasses do Tesouro Nacional. Deste valor, R$ 45 bilhões serão destinados ao BNDES para a realização de empréstimos a juros baixos às empresas.

Foi eliminada a contribuição patronal de 20% para o INSS de 15 setores industriais, com perspectiva de extinção em todas as áreas. Apenas com isso, o impacto anual será de R$ 7,2 bilhões, além de representar uma ameaça à Previdência Social.

Os trabalhadores serão atingidos em seus direitos, pois a contribuição patronal para o INSS constitui parte do financiamento da Seguridade Social, que suporta a aposentadoria.

Para substituir esse imposto, haverá um desconto de 1% a 2% sobre o faturamento das empresas, que vai arrecadar R$ 2,3 bilhões. A diferença será bancada pelo governo, ou seja, dinheiro público que será cortado de áreas como saúde e educação.

Choradeira
Apesar do presentão, os empresários continuam com a choradeira. Um ato realizado na última quarta-feira, em São Paulo, que classificou as medidas como “insuficientes”. O ato teve a presença de empresários e das centrais sindicais pelegas, que tem se colocado em defesa dos patrões.

“Para o país crescer de verdade é preciso investir nos trabalhadores”, afirma o diretor do Sindicato José Dantas Sobrinho. “Se quer defender o emprego, o governo deveria anunciar medidas como a estabilidade no emprego, aumento nos salários e redução da jornada sem redução de salários”, disse.


Ricos ganham e trabalhadores pagam a conta

A política do governo se resume em repassar dinheiro público para os empresários.

A desculpa utilizada é que as medidas vão defender a indústria nacional e o emprego, mas a realidade é que só as empresas vão ganhar. De proteção ao emprego e direitos dos trabalhadores não há nada garantido.

No caso das montadoras, por exemplo, elas sempre têm inúmeros benefícios fiscais e crédito barato no BNDES. Porém, pegam esse dinheiro pra enviar às matrizes no exterior, enquanto fazem demissões aqui (veja ao lado). Já o tal “pacto social”, defendido pela CUT, Força e CTB, só serve para beneficiar as empresas, que aumentam seu lucro e produtividade (mais produção com menos trabalhadores), como demonstra a tabela abaixo.

Ao invés de encher os bolsos dos patrões, o governo poderia investir esses R$ 60 bilhões para, de fato, construir uma indústria nacional automotiva, por exemplo.

Investimentos e remessas de lucro do setor automobilístico (em milhões)

Ano Investimentos das montadoras Desembolso do BNDES Remessa de lucros
2001 1750 1129 415
2002 976 878 917
2003 673 2654 436
2004 739 2575 274
2005 1050 2022 498
2006 1451 2386 1340
2007 1965 1604 2700
2008 2913 2492 5600
2009 2518 3166 3800
2010 3654 3284 4100
Total 17689 22190 20080

 

 

Ano

 

 

Produção (Unidades)

 

 

Número de trabalhadores

 

 

Veículo por trabalhador

 

 

Faturamento / Trabalhador

1980 1.048.692 133.683 7,8 211.727,12
1990 847.838 117.396 7,2 202.621,90
2000 1.596.882 89.134 17,9 488.062,92
2010 3.408.633 119.392 28,5 700.097,16
Crescimento 225% -11% 265% 229%


 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®