Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 985 | De 27 de Março a 02 de Abril de 2012

Expediente

Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Rodrigo Corrêa - Redação: Douglas Dias, Eliane Mendonça e Shirley Rodrigues. Editoração Eletrônica: Impera Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

Morte no trabalho

Operário da GM é morto em acidente. Metalúrgicos protestam

A ganância por lucros e o descaso da General Motors com a segurança dos trabalhadores levaram a mais uma tragédia.

Neste sábado, dia 24, o operador Antonio Teodoro Pereira Filho, 59 anos, morreu vítima de um acidente ocorrido na Estamparia, quando fazia hora extra.

De acordo com relato de trabalhadores, Antonio Teodoro estava operando sozinho uma máquina que deveria ser operada por duas pessoas. Ele tinha 32 anos de fábrica e foi prensado por dois equipamentos Um deles pesa 24 toneladas.

É uma morte que poderia ter sido evitada (veja quadro abaixo).

Paralisações na fábrica
Em protesto contra a morte de Antonio Teodoro, os trabalhadores da GM paralisaram a produção, nesta segunda-feira, durante quatro horas, no primeiro e segundo turno.

Durante a paralisação, os metalúrgicos também reivindicaram o início imediato das negociações sobre as condições de trabalho na fábrica, a suspensão imediata das demissões e novos investimentos. Os trabalhadores fizeram um minuto de silêncio em respeito à memória do companheiro de trabalho morto.

Tragédias que se repetem
Este é o segundo acidente fatal ocorrido na fábrica, no mesmo setor, em apenas três anos. No dia 6 de maio de 2009, Aparecido Constantino morreu também quando trabalhava além de sua jornada.

Nesta segunda, dois dias após a morte de Antonio, outros dois companheiros se feriram no setor.

Em ambos os casos, os metalúrgicos sofreram ferimentos nas mãos e tiveram de ser levados ao hospital. A CIPA vai apurar os acidentes e exigir medidas imediatas de segurança.


Morte poderia ter sido evitada

- A máquina operada por Antonio Teodoro no momento do acidente deveria ser operada por duas pessoas, mas ele estava sozinho. Inteira responsabilidade da montadora.

- Com as constantes demissões realizadas pela GM, os trabalhadores são obrigados a realizar horas extras para compensar a falta de mão de obra. Foi exatamente durante a hora extra que o acidente aconteceu.

- Nos últimos dias, a GM suspendeu cinco ativistas por terem denunciado uma operação que colocava em risco a segurança dos trabalhadores.

- Condições precarizadas de trabalho e um clima de assédio generalizado já vinham sendo denunciados insistentemente pelo Sindicato, inclusive, dias antes do acidente, numa emissora de TV local.

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®