Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 938 | De 02 a 08 de Fevereiro de 2011

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Ana Cristina Silva - Redação: Rodrigo Correia, Eliane Mendonça e Shirley Rodrigues. Editoração Eletrônica: Bruno César Galvão Ilustração: Bruno César Galvao.

Retirada de direitos

Corte de imposto para patrões ameaça Previdência

Apesar de ainda não admitir que pretende fazer uma nova Reforma da Previdência, a presidente Dilma anunciou medidas que prosseguem a política de ataque à Previdência e à aposentadoria. É o caso da proposta de “desonerar a folha de salários das empresas”. Na prática, isto significa diminuir a contribuição dos patrões à Previdência de 20% para 14%.

A medida é uma grave ameaça aos trabalhadores, pois reduzirá o caixa da Previdência e reforçará o discurso do suposto déficit e necessidade de se aumentar a idade da aposentadoria.

Esse tipo de medida já foi aplicada em outros países, como México e Espanha, e o desemprego cresceu, assim como o lucro dos patrões.

Lula barrou o fim do Fator Previdenciário alegando que não poderia deixar de arrecadar R$ 10 bilhões, mas agora Dilma quer abrir mão de R$ 27 bilhões para os patrões.

Enquanto isso, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que o governo não pretende reajustar a tabela do Imposto de Renda. Mas o fato é que, sem reajuste da tabela, o aumento salarial que o trabalhador arranca com luta vai direto para o governo. Isso só comprova que Dilma manterá o modelo de Lula: tirar dos trabalhadores para dar aos patrões.

Ato unificado dia 16

Em reunião realizada no último dia 27, a CSP-Conlutas, juntamente com outras entidades, marcou um ato unificado para o próximo dia 16, em Brasília.

A manifestação defenderá o aumento do salário minímo, a correção da tabela do IR e tentará pressionar o Congresso para barrar os cortes no orçamento e a diminuição da contribuição dos patrões à Previdência, entre outras reivindicações. O Conselho de Representantes votou a participação do nosso Sindicato no protesto.

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®