Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 965 | De 04 a 10 de Outubro de 2011

Expediente

Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Ana Cristina Silva - Redação: Douglas Dias, Eliane Mendonça e Shirley Rodrigues. Editoração Eletrônica: Bruno César Galvão Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

Correios e bancários

Trabalhadores unificam suas lutas contra banqueiros e Governo

Unidade entre trabalhadores dos Correios e bancários é importante para pressionar governo e patrões

As principais campanhas salariais do segundo semestre estão pegando fogo. Na sexta-feira, dia 30, trabalhadores dos Correios e bancários, que estão em greve em todo país, realizaram uma grande manifestação no centro de São Paulo, reunindo cerca de 5 mil pessoas.

A cada dia, a indignação das categorias aumenta, diante do forte ataque do Governo Dilma, da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) e agora dos banqueiros contra os trabalhadores. Mais do que nunca é necessário fortalecer essas greves e a unidade dos trabalhadores, para derrotar a intransigência do governo e dos patrões.

Todo apoio às lutas
Em greve há 21 dias, os trabalhadores dos Correios têm se enfrentado diretamente com o presidente da estatal, Wagner Pinheiro, e com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

A ECT e o governo ofereceram apenas 6,87% de reajuste, aumento linear de R$ 80 e vêm tratando a categoria com descaso e repressão, determinando o desconto dos dias parados, como fazem os mais truculentos patrões do setor privado, sem respeitar o direito de greve.

Essa intransigência do governo Dilma é reflexo da atual política econômica que quer impor o arrocho salarial, exploração e a criminalização das lutas para garantir o pagamento dos juros da dívida pública.

A greve dos bancários, que já completou uma semana, enfrenta a ganância dos banqueiros. Os bancos obtiveram lucros de R$ 27,4 bilhões apenas no primeiro semestre e têm plenas condições de atender as reivindicações da categoria. Mas oferecem apenas 8% e se negam a negociar. Essa truculência é tanto dos bancos privados, como nos bancos públicos.

“O caminho para a vitória é unir bancários, ecetistas e petroleiros, que também já iniciaram sua campanha, numa mesma batalha, afinal todos enfrentam os interesses dos patrões e a política econômica do governo Dilma”, avalia o diretor do Sindicato e membro da CSP-Conlutas João Batista Arruda.

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®