Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 964 | De 27 de Setembro a 03 de Outubro de 2011

Expediente

Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Ana Cristina Silva - Redação: Douglas Dias, Eliane Mendonça e Shirley Rodrigues. Editoração Eletrônica: Bruno César Galvão Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

Reajuste salarial, já!

Greve dos Correios continua contra política de arrocho de Dilma

Governo e direção dos Correios mantêm postura intransigente e descontam dias dos trabalhadores

Os trabalhadores dos Correios completam 14 dias de greve por reajuste salarial e contra a privatização dos Correios, nessa terça-feira, dia 27. Apesar do corpo mole da direção majoritária da categoria, que é ligada à CUT e CTB, o movimento segue forte e atinge cerca de 70% em todo o país.

Com a intenção de desmobilizar os grevistas, a direção da empresa realizou um ataque aos trabalhadores no último dia 19, ao ordenar o desconto dos dias de greve dos manifestantes. O efeito da medida, no entanto, foi o contrário. A greve se fortaleceu e um grande ato foi realizado em São Paulo na última sexta, dia 23, com mais de 5 mil trabalhadores dos Correios.

Intransigência e arrocho
A direção da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) manteve a proposta de apenas R$ 50 de aumento real a partir de janeiro. Os trabalhadores apresentaram uma contraproposta, pedindo a reposição da inflação, piso de R$ 1.635 e R$ 200 de aumento real.

A categoria faz uma grande luta, tendo de enfrentar a política de arrocho do governo Dilma, que já fez cortes de R$ 60 bilhões no Orçamento da União e nega reajustes aos servidores, mas garantiu R$ 25 bilhões em incentivos aos empresários. Ou seja, não tem dinheiro para trabalhador, mas tem para patrão.

Além do reajuste, a categoria luta contra a privatização dos Correios, aprovada por Dilma, pois isso vai piorar a qualidade e o preço dos serviços prestados à população.


Contribua para o Fundo de Greve

Na região do Vale do Paraíba, cerca de 70% dos trabalhadores aderiram à greve em 15 cidades. É uma luta justa, em defesa da qualidade dos serviços nos Correios, e deve ser apoiada por todos os trabalhadores.

Para manter a mobilização, o sindicato da categoria está fazendo uma campanha de Fundo de Greve.

Em assembleias realizadas na Embraer, Schrader, Sobraer, Sopeçaero e Heatcraft, além da assembleia geral realizada na sede do Sindicato, muitos metalúrgicos já contribuiram.

Entre nessa campanha, você também! Contribua. Entre em contato com a CSP-Conlutas 3911-4458.

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®