Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 963 | De 20 a 26 de Setembro de 2011

Expediente

Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Ana Cristina Silva - Redação: Douglas Dias, Eliane Mendonça e Shirley Rodrigues. Editoração Eletrônica: Bruno César Galvão Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

Cai um, entra outro e tudo continua o mesmo

Denúncias de corrupção derrubam 5º ministro do governo Dilma

Ministro do Turismo, Pedro Novais (PMDB), pagou motel, governanta e chofer com dinheiro público

O governo Dilma ainda não completou um ano, mas cinco ministros já caíram devido a denúncias de corrupção e suspeita de enriquecimento ilícito.

No último dia 14, foi a vez do ministro do Turismo, Pedro Novais (PMDB), entregar sua carta de demissão. A saída vem após órgãos de imprensa terem denunciado que ele pagou o salário de sua governanta com dinheiro público por sete anos e utilizava um motorista da Câmara como chofer particular da esposa.

No ano passado, o então deputado já havia pago a conta de um motel no valor de R$ 2.156 com dinheiro da Câmara.

A Operação Voucher, da Polícia Federal, chegou a prender 36 pessoas ligadas ao Ministério do Turismo e há suspeitas de que Novais tenha participado do esquema.

Com aval da presidente Dilma, o novo ministro escolhido é o deputado Gastão Vieira. Ele também é do PMDB e apadrinhado da velha raposa José Sarney. Novais sai do ministério, mas fica impune e retornará para a Câmara para cumprir o resto de seu mandato. Ou seja, assim como os outros ministros que cairam, só muda o nome à frente do ministério, mas a maracutaia continua.


Corrupto solto, trabalhadora presa!
Enquanto Novais e outros ministros corruptos continuam leves, livres e soltos por aí, a Justiça brasileira condenou a seis anos de prisão a trabalhadora rural Mara Lúcia Galvão. Mãe de três filhos, Mara é uma das militantes do MST (Movimento dos Sem-Terra) na região e foi condenada pela participação na ocupação da Fazenda Santa Clara, em 2001. Ela foi transferida, no último dia 15, para o Centro de Ressocialização Feminina de São José dos Campos.

O Sindicato repudia a prisão da companheira e diz não à criminalização dos movimentos sociais.

 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®