Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1270 | De 04 a 17 de Junho de 2019

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br. Responsabilidade: Diretoria do Sindicato. Edição: Shirley Rodrigues. Redação: Laís Costa, Lucas Martins e Shirley Rodrigues. Editoração eletrônica e ilustração: Bruno Galvão. Fotolito e Impressão: Unisind.

Dia de luta

Manifestações por educação foram esquenta para Greve Geral

Em todo o país, centenas de milhares de estudantes e professores retornaram às ruas na quinta-feira (30) contra o corte de verbas na educação pelo governo Bolsonaro.

As manifestações funcionaram como um esquenta para a Greve Geral do dia 14 de junho, data em que a classe trabalhadora deverá parar em protesto contra a reforma da Previdência.

Nos atos de quinta-feira, houve manifestações em 25 estados, no Distrito Federal e 126 cidades.

No Vale do Paraíba, aconteceram atos de rua em São José dos Campos, Jacareí, Taubaté e Pinda.

Em São José, trabalhadores de diversas categorias, inclusive metalúrgicos, participaram da manifestação iniciada na Praça Afonso Pena e que depois seguiu em passeata.

Houve também protestos na Avibras, Ericsson, Chery, Prolind, Parker Filtros e Domex.

O Sindicato apoia essa luta e convida todos para se somarem à Greve Geral. Em São José dos Campos, as fábricas metalúrgicas vão parar no dia 14”, afirma Weller Gonçalves, presidente do Sindicato.


Manifestações em Jacareí, no dia 30 de maio


Assembleia na fábrica Cherry (Jacareí)


Assembleia na fábrica Ericsson (S. J. Campos)


Assembleia na Parker Filtros (S. J. Campos)

Ministro ameaça professores, estudantes e até pais


Estudantes participam de manifestação em São José dos Campos

Sem aceitar o direito da população se manifestar, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, partiu para a proibição.

Diante dos protestos que espalhavam-se pelo país, o ministro divulgou nota afirmando que professores, funcionários, alunos e pais “não são autorizados a divulgar e estimular protestos durante o horário escolar”.

O MEC ainda divulgou um canal para envio de denúncias contra quem promovesse a participação de alunos em manifestações. Depois veio a ameaça: “a Ouvidoria irá analisar cada caso e encaminhar para os órgãos de investigação competentes.”



























 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®