Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1238 | De 18 a 23 de Julho de 2018

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br. Responsabilidade: Diretoria do Sindicato. Edição: Shirley Rodrigues. Redação: Edmon Garcia, Lucas Martins e Manuela Moraes. Editoração eletrônica: Bruno César Galvão. Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: Unisind.

Crime contra o país

Venda para Boeing pode levar Embraer a fechar fábricas no Brasil

A Embraer poderá fechar suas fábricas no Brasil em no máximo dez anos, se não houver garantia de novos projetos de aeronaves no país.

Este cenário ficará mais próximo da realidade caso a venda para a Boeing for concretizada. É improvável que a Boeing decida desenvolver, fabricar e montar eventuais novos aviões no Brasil. Para a empresa norte-americana, a prioridade é investir nos Estados Unidos. É lá que ficarão os lucros e os empregos.

Embraer e Boeing já chegaram a entendimentos para um acordo. A norte-americana ficará com 80% da aviação comercial da Embraer. Com isso, a empresa brasileira perderá sua maior fonte de lucros e colocará em risco a sua continuidade no Brasil.

A Boeing pagará apenas US$ 3,8 bilhões pela compra. Pra se ter uma ideia, o governo injetou mais de US$ 20 bilhões na Embraer privatizada.

Mas não é apenas uma questão financeira. A Embraer é estratégica para o Brasil: desenvolve e produz aviões civis e militares, peças aeroespaciais e satélites.

Para o economista Luiz Gonzaga Belluzzo, a tendência é que a Boeing desmonte o setor de pesquisa aqui.

“É um caso de segurança nacional, até. O governo possui uma golden share, uma ação que lhe dá o direito de vetar o negócio. Mas, como a gente sabe, a turma que atualmente ocupa o Palácio do Planalto seria capaz de se desfazer da própria mãe”, escreveu Belluzzo em artigo.

Felício quer ver Embraer nos Estados Unidos

O prefeito Felicio Ramuth (PSDB) usou as redes sociais para aplaudir a possível venda da Embraer para a Boeing.

Empresário e fiel aos interesses dos patrões, Felicio mostra que não está preocupado com o futuro dos trabalhadores e da Embraer em São José dos Campos.

Para piorar, Felicio ainda considera positivo o fato de a Embraer já ter transferido para o exterior parte de sua produção.

“Ele mostra que não está nem aí para os trabalhadores. Ele ficou seis meses calado sobre este assunto e agora abre a boca pra posar de garoto-propaganda da Embraer. Como prefeito, ele tem a obrigação de se posicionar contra a venda para a Boeing e, no mínimo, ter algum senso crítico para tratar do tema e incentivar o debate sobre o assunto em audiência pública”, afirma o diretor do Sindicato Roberto Selva.

 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®