Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1212 | De 25 a 31 de Outubro de 2017

Expediente

 Expediente: Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br. Responsabilidade: Diretoria do Sindicato. Edição: Rodrigo Correia. Redação: Manuela Moraes, Rodrigo Correia e Shirley Rodrigues. Editoração eletrônica: Bruno Galvão. Ilustração: Bruno César Galvão. Fotolito e Impressão: Unisind. Tel.: (11) 99907-9771.

Fora todos eles!

"Toma lá, dá cá" deve salvar Temer de nova denúncia por corrupção

Está a todo o vapor a operação para salvar o presidente Michel Temer (PMDB) da denúncia da PGR (Procuradoria-Geral da República) pelos crimes de organização criminosa e obstrução da Justiça.

Para que o Supremo Tribunal Federal seja autorizado a apreciar o caso, é preciso o apoio de pelo menos 342 dos 513 deputados.

Para conseguir votos na sessão prevista para esta quarta-feira (25), Temer tem feito um verdadeiro balcão de negócios, que inclui distribuição de emendas parlamentares, cargos e projetos.

O “toma lá, dá cá” corre solto. Segundo levantamento feito pela imprensa, desde 14 de setembro, quando a PGR apresentou a segunda denúncia contra o presidente, o Palácio do Planalto liberou quase R$ 829 milhões em emendas.

A compra escancarada de deputados para salvar o presidente corrupto inclui colocar à mesa projetos de interesse de bancadas. Um dos exemplos mais evidentes é a portaria que afrouxa a fiscalização do trabalho escravo, antiga reivindicação dos ruralistas (leia mais abaixo).

Para ter mais apoio, Temer afastou dez ministros para que eles retornem à Câmara e votem contra o prosseguimento da denúncia.

Fora todos eles!
Para o secretário-geral do Sindicato, Renato Almeida, não podemos ter nenhuma confiança neste Congresso Nacional abarrotado de corruptos. “Assim como a Presidência, a Câmara e o Senado estão cheio de ladrões. Por isso, é preciso ir à luta para colocar para fora todos eles”, afirmou.

No dia 10, daremos nossa resposta!
Contra as falcatruas dos corruptos e os ataques aos direitos, no dia 10 de novembro trabalhadores de todo o país vão se mobilizar. É o Dia Nacional de Luta, que ocorrerá à véspera da entrada em vigor da reforma trabalhista.

A data foi definida em conjunto por vários sindicatos do país e é mais um passo no enfrentamento aos efeitos da reforma trabalhista e para impedir a aprovação da reforma da Previdência.

“Queremos fazer um grande dia 10 em todo o país, rumo à realização de uma nova Greve Geral, contra a retirada de direitos e para exigir a saída de Temer e de todos os corruptos do Congresso Nacional”, disse Luiz Carlos Prates, o Mancha, dirigente nacional da CSP-Conlutas.









 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®