Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1203 | De 19 a 25 de Julho de 2017

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br. Responsabilidade: Diretoria do Sindicato. Edição: Rodrigo Correia. Redação: Lucas Martins, Manuela Moraes e Shirley Rodrigues. Editoração eletrônica: Bruno Galvão. Ilustração: Bruno César Galvão. Fotolito e Impressão: Unisind. Tel.: (11) 99907-9771

Retirada de direitos

Reforma trabalhista é aprovada por Senado corrupto. Vamos à luta!

Os trabalhadores terão muita luta pela frente para resistir à aplicação da reforma trabalhista, aprovada no dia 11, por um Senado repleto de corruptos.

Sancionada pelo presidente Michel Temer (PMDB) no dia 13, a nova lei trabalhista passará a valer em novembro, para todos os contratos em vigor.

Desde já, a CSP-Conlutas, o Sindicato e outras entidades preparam a resistência contra o desmonte da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Na avaliação do procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, a reforma beneficia os maus empregadores e institucionaliza fraudes praticadas hoje.

Fleury afirma que as mudanças são inconstitucionais e que o Ministério Público do Trabalho (MPT) vai pedir na Justiça a anulação da reforma.

Mobilização
Será preciso muita mobilização para impedir que acordos negociados entre patrões e sindicatos pelegos retirem direitos dos trabalhadores.

“As centrais sindicais têm de cumprir seu papel e exigir a revogação dessa reforma. Por isso, precisamos preparar desde já uma nova Greve Geral. Nossa luta está só começando”, afirma o diretor do Sindicato Emerson de Lima, o Binho.


CUT, CTB E Força traem trabalhadores na Hora H

Na reta final da luta contra a reforma trabalhista, as centrais sindicais Força Sindical e UGT negociaram com o governo corrupto de Temer.

O objetivo das centrais era manter vivo o famigerado imposto sindical, já que a reforma trabalhista acaba com a cobrança obrigatória.

CUT e CTB também fizeram corpo mole e jogaram água fria nas mobilizações para derrubar a reforma.

Apesar das negociações do governo com as centrais, o imposto deixou de ser obrigatório.

Nosso Sindicato e a CSP-Conlutas são contra o imposto sindical, que todo ano abocanha uma parte do salário do trabalhador para sustentar sindicatos pelegos.
 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®