Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1164 | De 13 a 19 de Julho de 2016

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br. Responsabilidade: Diretoria do Sindicato. Edição: Rodrigo Correia. Redação: Shirley Rodrigues, Lucas Martins, Manuela Moraes e Douglas Dias. Editoração eletrônica: Bruno César Galvão. Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: Jornal Unisind.CNPJ: 07.351.093/0001-48 - Fone: (12) 3966-1212

Dono do jogo

Após renúncia, Cunha continua dando as cartas na eleição da Câmara

Mesmo após renunciar à presidência da Câmara para escapar da cassação, o deputado Eduardo Cunha (PMDB) continua dando as cartas em Brasília.

A prova está na própria eleição que irá escolher seu sucessor: dos 16 nomes já cogitados ao posto, ao menos seis são aliados do peemedebista.

É o caso de Rogério Rosso (PSD), Rodrigo Maia (DEM), Beto Mansur (PRB) e Fernando Giacobo (PR), que concorrem a um mandato ‘tampão’ até 1º de fevereiro de 2017.

Os quatro nomes estão ligados a algum tipo de escândalo. Rosso e Maia respondem por corrupção (Mensalão do DEM e Lava Jato). Mansur foi condenado por trabalho escravo e Giacobo ganhou 12 vezes na loteria, em 1997.

Favorito na disputa, Rosso também é o queridinho de Cunha.

A eleição do novo presidente da Câmara será nesta quarta-feira (13), em votação secreta.

Cassação e prisão já
“Não adianta apenas a renúncia. Por todos os seus crimes, devemos exigir a cassação, prisão e o confisco dos bens de Cunha”, afirma o diretor do Sindicato Danielson Porfírio da Silva França.


Farinha do mesmo saco


“Quem abraçou Maluf pode tudo”. A frase dita pelo deputado André Sanches (PT) mostra como o partido encara a eleição para a presidência da Câmara.

A sigla cogitou apoiar Rodrigo Maia (DEM), famoso pela oposição ferrenha aos governos petistas e um dos parlamentares que votaram pelo afastamento de Dilma Rousseff.

Mas a repercussão foi tão ruim que o PT voltou atrás. Agora, parte da legenda pensa em apoiar o ex-ministro da Saúde do governo Dilma, Marcelo Castro (PMDB).

Essas alianças comprovam que todos são farinha do mesmo saco. Por isso, é necessário uma greve geral que ponha pra fora todos os corruptos.
 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®