Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 950 | De 01 a 07 de Junho de 2011

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Ana Cristina Silva - Redação: Douglas Dias, Eliane Mendonça e Shirley Rodrigues. Editoração Eletrônica: Bruno César Galvão Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

PLR 2011

Trabalhadores intensificam luta contra enrolação e intransigência dos patrões

Metalúrgicos da Heatcraft estão parados desde o dia 25; na Schrader e Eaton, os trabalhadores já entraram em estado de greve

O cerco aos patrões está se fechando na Campanha de PLR. Em diversas fábricas, os metalúrgicos já iniciaram as mobilizações. E onde houver enrolação, a luta vai esquentar.

Os trabalhadores da Heatcraft estão em greve desde o dia 25. A empresa insiste em antecipar apenas R$ 2 mil. Além disso, a segunda parcela de R$ 1 mil seria com metas abusivas. Os companheiros reivindicam R$ 3.500, sendo R$ 2.500 de antecipação.

Nesta quinta, dia 2, os trabalhadores irão para Campinas, acompanhar a audiência de Dissídio Coletivo no Tribunal Regional do Trabalho.

Estado de greve
Na Schrader, em Jacareí, e na Eaton e Metinjo, em São José, os trabalhadores já entraram em estado de greve.

A Schrader se recusava a abrir negociação e só agendou reunião após a mobilização. Os trabalhadores reivindicam R$ 3 mil de PLR.

Já na Eaton, a proposta patronal continua abaixo do esperado. A empresa propõe R$ 3.010, sendo R$ 1.800 de antecipação no dia 3. Os metalúrgicos exigem R$ 4.500.

Assecre e Caçapava
Os empresários da Assecre estão na maior choradeira. Mas os trabalhadores estão preparados para a luta.

Nas assembleias, a rejeição às propostas patronais está sendo unânime. Foi o que aconteceu na MS Ambrogio, Prolind, Plande, Swissbrass, Winnstal, Techal e GL.

Em Caçapava, os trabalhadores da MWL rejeitaram a proposta patronal de R$ 1.843, sendo 1.290 em junho. A segunda parcela só seria paga se a empresa atingir lucro líquido de 12 milhões. Trabalhadores reivindicam R$ 3 mil fixos.

Acordos fechados
Os trabalhadores aprovaram, em assembleias, a PLR na Panasonic - R$ 2.500 (R$ 1.300 + R$ 1.200); Trelleborg: R$ 3 mil, sendo R$ 1.500 fixo e R$ 1.500 em janeiro; Willtech: R$ 700, em duas vezes; e Metalúrgica Joseense/Qualimec: R$ 500.


Calendário de negociações

Dia 1º Dia 2 Dia 6 Dia 7  Dia 9
Sobraer Assecre Graúna Aernnova Wirex
Schrader Sopeçaero      
Eaton MWL      
  Hubner      
  Domex      


 

 

 

 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®