Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1158 | De 01 a 01 de Junho de 2016

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br. Responsabilidade: Diretoria do Sindicato. Edição: Rodrigo Correia. Redação: Douglas Dias, Lucas Martins e Manuela Moraes. Editoração eletrônica: Bruno César Galvão. Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: Jornal Diário da Região Ltda. CNPJ: 07.351.093/0001-48 - Fone: (12) 3966-1212.

Mulher Metalúrgica


33 contra todas!

O estupro de uma jovem por 33 homens, denunciado na última semana, explicitou o horror da violência machista no Brasil, onde uma mulher é estuprada a cada 11 minutos.

O caso foi amplamente repudiado. No entanto, infelizmente, também foram muitos os que tentaram colocar a culpa na jovem.

Isso acontece porque a cultura machista diz que existe mulher pra casar e mulher objeto, ou que determinados comportamentos facilitam o estupro. Esse pensamento é errado e deve ser combatido.

As únicas causas do estupro são a existência do estuprador e da impunidade. Temos que ir pra rua, exigimos legislação e punição rigorosas! Basta de cultura do estupro!


Atendimento à vítima
Apesar do aumento nos casos de estupro (8,5% no estado de São Paulo e 9,4% no Vale), a tendência é que o atendimento às vítimas fique mais difícil.

Está em tramitação na Câmara um projeto de lei (PL) que proíbe os médicos de orientarem as vítimas de estupro a abortar, ou mesmo tomar a pílula do dia seguinte, sob pena de serem presos.

Na prática, o PL, de autoria do deputado Eduardo Cunha (PMDB), acaba com o direito da mulher de abortar em caso de estupro.


Cortes do governo
A vida das mulheres deve ficar mais difícil no governo de Michel Temer. Para cortar verbas, o presidente interino rebaixou o Ministério das Mulheres ao caráter de Secretaria. O corte vai tornar ainda mais escassas as ações de combate ao machismo.

Aliás, as mulheres sequer têm espaço no novo governo, cujos 24 ministérios são ocupados por homens. Assim como no governo de Dilma, vai ser preciso muita mobilização para conquistarmos direitos na gestão Temer.
 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®