Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1151 | De 16 a 22 de Março de 2016

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br. Responsabilidade: Diretoria do Sindicato. Edição: Shirley Rodrigues. Redação: Lucas Martins, Manuela Moraes e Tânia Campelo. Editoração eletrônica: Bruno César Galvão. Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: Jornal Diário da Região Ltda. CNPJ: 07.351.093/0001-48 - Fone: (12) 3966-1212.

Manifestações

Fora todos eles: Dilma, Temer, Cunha, Renan e Aécio. Eleições gerais, já!

O primeiro Conselho de Representantes de 2016, ocorrido no sábado (12), aprovou a participação dos metalúrgicos na campanha “Fora todos eles e Eleições Gerais, já”, em referência aos políticos corruptos que tomaram conta do país.

A convocação aconteceu um dia antes das manifestações que levaram mais de dois milhões de pessoas para as ruas no domingo (13), pedindo o impeachment da presidente Dilma (PT) e contra a corrupção.

Em São Paulo, o governador Geraldo Alckmin e o senador Aécio Neves, ambos do PSDB, foram vaiados e expulsos da manifestação.

Só impeachment não adianta
De nada adianta tirar Dilma e colocar outros políticos envolvidos em corrupção. Por isso, a CSP-Conlutas está convocando manifestações para 1º de abril e 1º de maio, exigindo a saída de todos os parlamentares e a organização de novas eleições gerais.

“Os trabalhadores e a população precisam se mobilizar para derrubar o governo e este Congresso Nacional de corruptos”, afirma Luiz Carlos Prates, o Mancha, da CSP-Conlutas.


Eles nos devem explicações!
Conheça as principais acusações que recaem sobre Dilma, Aécio, Temer, Renan e Cunha

Dilma:
campanha eleitoral 2014 financiada com dinheiro desviado da Petrobras.
Temer: reponsável por nomear os diretores da Petrobras, é um dos cabeças do esquema que desviou o dinheiro.
Renan: acusado de receber propina da Transpetro para o financiamento de campanha eleitoral entre 2010 e 2014
Aécio: beneficiado no esquema de propina na estatal de energia elétrica Furnas.
Cunha: principal político investigado na Lava Jato, responde por lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Pode ter embolsado até R$ 270 milhões no esquema.


Conselho discute crise política e econômica

O Conselho de Representantes também discutiu sobre os desafios que os metalúrgicos enfrentarão diante da crise política e econômica que assola o país.

“Esses partidos (PT, PMDB e PSDB) estão juntos quando se trata de atacar o trabalhador. É por isso que temos de deixar claro que as manifestações do dia 13, 18 e 31 de março não nos representam”, disse Atnágoras Lopes, da CSP-Conlutas.

Solidariedade
Também foi aprovada a realização de uma forte luta contra demissões e uma campanha em solidariedade aos trabalhadores perseguidos na Trimtec e Intertrim, de Caçapava.

O Sindicato vai organizar uma rifa para levantar fundos em benefício de companheiros suspensos após uma greve em 2015.

Também foi aprovada a realização de uma campanha em defesa dos cipeiros e pelo direito à organização dos trabalhadores nas fábricas.

Cerca de 100 ativistas de 31 fábricas participaram da reunião.
 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®