Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1149 | De 02 a 08 de Março de 2016

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br. Responsabilidade: Diretoria do Sindicato. Edição: Shirley Rodrigues. Redação: Douglas Dias, Lucas Martins e Tânia Campelo. Editoração eletrônica: Bruno César Galvão. Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: Jornal Diário da Região Ltda. CNPJ: 07.351.093/0001-48 - Fone: (12) 3966-1212.

Dia Internacional da Mulher

Manifestações irão combater precarização do trabalho feminino

Para marcar o Dia Internacional da Mulher (8 de março), as trabalhadoras irão à luta contra a precarização do trabalho feminino, o machismo e a exploração.

Na manhã do dia 8, terça-feira, haverá panfletagem na porta das fábricas e, às 10h, na Praça Afonso Pena. No mesmo dia, uma delegação participará de um ato na Av. Paulista, em São Paulo.

As manifestações serão uma forma de protesto contra a desigualdade salarial entre homens e mulheres, mas também para exigir ampliação de direitos e por creches no local de trabalho.

Dia 19 tem mais
Como um dia é muito pouco para marcar uma data tão importante, as atividades continuarão no dia 19, com palestras sobre os desafios das mulheres negras, além do Zika vírus e aborto. A programação completa será publicada na próxima edição do Jornal do Metalúrgico.

Creche é direito das trabalhadoras

Entre as principais lutas das trabalhadoras metalúrgicas está o direito à creche no local de trabalho.
A luta por direitos já garante o auxílio-creche, mas é preciso avançar nas conquistas.

“É necessário cobrar os patrões, reivindicar creches no local de trabalho e que os homens também recebam o auxílio. Do poder público, temos de exigir creche de qualidade”, afirma Marina de Arantes Leite Sassi, diretora do Sindicato.
 

Desigualdade dói no bolso

O ramo dos eletroeletrônicos escancara as desigualdades nas fábricas da região. Em média, as mulheres que trabalham nesse setor recebem até 49% a menos do que os homens. Em outros setores, a diferença é de 27% - o que também é inaceitável.

Além disso, as companheiras do setor foram as mais afetadas com o desemprego. Do total de demissões nas fábricas de eletroeletrônicos, 61% são mulheres. Por todos esses ataques, o Sindicato convoca homens e mulheres para as lutas de 8 de março!


Mulheres no setor eletroeletrônico

Correspondem a 61% dos demitidos em 2015
Recebem 49% a menos que os homens


Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®