Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1141 | De 02 a 15 de Dezembro de 2015

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br. Responsabilidade: Diretoria do Sindicato. Edição: Shirley Rodrigues. Redação: Douglas Dias, Lucas Martins, Manuela Moraes e Tânia Campelo. Editoração eletrônica: Bruno César Galvão. Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: Jornal Diário da Região Ltda. CNPJ: 07.351.093/0001-48 - Fone: (12) 3966-1212.

Transferência de produção

Dia 14, audiência pública debate desnacionalização da Embraer

A desnacionalização dos aviões da Embraer será tema de uma audiência pública, dia 14, na Câmara Municipal de São José dos Campos, às 17h.

Esta será mais uma etapa na luta do Sindicato contra a transferência da produção e dos empregos da Embraer e setor aeronáutico para o exterior.

Apesar de todo dinheiro público recebido desde a sua privatização, por meio de financiamentos e contratos com o governo, a Embraer já começou a levar parte de sua produção para outros países. A consequência é o fechamento de postos de trabalho no Brasil.

A Embraer é a maior empregadora e maior fonte de arrecadação de São José.

Com a audiência pública, pedida pelo Sindicato, pretendemos levar a discussão da desnacionalização para toda a sociedade, incluindo trabalhadores, governos e patrões.

O Sindicato vai cobrar do prefeito, vereadores e entidades que se posicionem a favor da campanha contra a desnacionalização.

Audiência pública

Quando: 14/12 - 17h
Onde: Plenário da Câmara Municipal


Entenda a desnacionalização

O que é?
É a redução do processo de produção de aviões em território brasileiro, com a transferência para o exterior.

Quais aeronaves serão atingidas?
A produção dos jatos Phenom e Legacy será transferida para os Estados Unidos. Os jatos E2 deverão ser montados em Portugal. Parte das peças do KC-390 já está sendo produzida em Portugal e outros países.

Quais as consequências?
Demissões na Embraer e em outras empresas do setor aeronáutico.

Como impedir?
O governo federal financia grande parte das vendas e programas da Embraer, pelo BNDES, e poderia condicionar os empréstimos à exigência de conteúdo nacional nas aeronaves e geração de empregos. É preciso mobilização para pressionar o governo a tomar essas medidas. População, vereadores e prefeitos também têm de se somar à luta dos metalúrgicos.


Dinheiro do BNDES no caixa da Embraer
Últimos 5 anos
US$ 4,9 bilhões (40% do valor destinado pelo BNDES à exportação)


Denúncias ao governo

A política de desnacionalização adotada pela Embraer já foi denunciada, pelo Sindicato, ao Governo Federal e à Câmara dos Deputados.
Dirigentes sindicais se reuniram, por exemplo, com representantes do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.


O que queremos:
Audiência Pública sobre o tema no Congresso Nacional.
Acesso às informações do Ministério do Desenvolvimento sobre importações e exportações da Embraer e suas parceiras.
Que empresas do setor de defesa cumpram o Decreto 7.970/2013, que obriga aviões militares serem produzidos no Brasil.
Condicionar empréstimos públicos à exigência de geração de emprego e transferência de tecnologia às empresas brasileiras.
Colocar o BNDES a serviço do desenvolvimento da cadeia produtiva do setor aeronáutico no país.
 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®