Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1127 | De 05 a 11 de Agosto de 2015

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br. Responsabilidade: Diretoria do Sindicato. Edição: Shirley Rodrigues. Redação: Douglas Dias, Lucas Martins, Manuela Moraes e Shirley Rodrigues. Editoração eletrônica: Bruno César Galvão. Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: Jornal Diário da Região Ltda. CNPJ: 07.351.093/0001-48 - Fone: (12) 3966-1212.

Veto ao reajuste

Dilma faz mais um ataque aos aposentados

A frustração de milhões de aposentados e pensionistas em todo o país ficou evidente na última quinta-feira, dia 29.

Naquela data, a presidente Dilma Rousseff (PT) vetou o projeto de lei que estendia para as aposentadorias acima do piso previdenciário o mesmo reajuste do salário mínimo.

Com o veto do projeto, que havia sido aprovado no Congresso Nacional, somente os aposentados e pensionistas que recebem até um salário mínimo terão seus benefícios reajustados segundo a regra atual, que soma a variação do Produto Interno Bruto (PIB) e a inflação pelo INPC.

Na prática, a presidente ignorou o apelo de milhões de aposentados que ficarão impossibilitados de receber um aumento superior à inflação.

Dois pesos, duas medidas
Para justificar o veto, o governo afirmou que, devido ao ajuste fiscal, não pode aprovar projetos que aumentem os gastos públicos.

Quando se trata dos patrões, no entanto, a lógica é diferente: com o adiamento da votação que reduz a desoneração da folha de pagamento, por exemplo, o governo deixou de arrecadar R$ 54 bilhões nos primeiros seis meses do ano.

É mais uma prova de que, para o governo, os cortes têm dois pesos e duas medidas.


Perdas atingem mais de 84% desde 1994


Um estudo da Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas (Cobap) mostra que os aposentados e pensionistas que recebem mais de um salário mínimo acumulam perdas de 84,61% desde 1994.

Com essa política de achatamento dos benefícios, mais de 350 mil beneficiários passaram a receber o mínimo em 2014.

Hoje, 22,5 milhões recebem o mínimo, e apenas 9,7 milhões têm benefícios acima do piso.
 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®