Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1119 | De 02 a 08 de Junho de 2015

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br. Responsabilidade: Diretoria do Sindicato. Edição: Rodrigo Correia. Redação: Manuela Moraes, Rodrigo Correia e Tânia Campelo. Editoração eletrônica: Bruno César Galvão. Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: Jornal Diário da Região Ltda. CNPJ: 07.351.093/0001-48 - Fone: (12) 3966-1212.

Dia Nacional de Paralisação e Manifestações

Metalúrgicos da região protestam contra projeto de lei da terceirização e ajuste fiscal do governo Dilma

O Dia Nacional de Paralisação e Manifestações, o 29M, mobilizou toda a categoria metalúrgica em São José dos Campos e região contra o projeto de lei da terceirização e os ataques aos direitos trabalhistas e previdenciários incluídos no ajuste fiscal do governo Dilma (PT).

Apesar da insistente chuva que caiu ao longo de todo o dia 29, a mobilização foi forte. Houve paralisação de 24 horas na GM, TI Automotive e Sun Tech, em São José dos Campos, Avibras, em Jacareí, e na MWL e Blue Tech, em Caçapava.

Além disso, houve atraso de três horas na entrada do primeiro turno da Embraer.

Os trabalhadores da Avibras chegaram a ocupar a Rodovia dos Tamoios por 40 minutos, na altura do km 15.

Categorias unidas
Na Embraer, houve uma operação conjunta com os condutores que fazem o transporte dos metalúrgicos da fábrica. Os ônibus seguiram em baixa velocidade pelas avenidas dos Astronautas e Faria Lima, que dão acesso à empresa.

Trabalhadores de outras empresas que utilizam o serviço de fretamento também foram afetados pela ‘operação tartaruga’. A manifestação foi acompanhada pelos vidreiros.

Os sindicatos dos Químicos, dos Trabalhadores da Alimentação e dos Petroleiros também fizeram paralisações e protestos nas empresas.

Respostas aos ataques
Com as manifestações na região, os trabalhadores se somaram aos protestos realizados em todo o país. A iniciativa mostrou a indignação da classe trabalhadora contra as recentes medidas que reduzem direitos trabalhistas e previdenciários.

O PLC 30/2015 (antigo PL 4330/04) amplia a terceirização no país, o que representa a precarização de direitos trabalhistas.

Os trabalhadores também protestaram contra as medidas provisórias 664 e 665, que limitam o acesso de milhões de brasileiros ao seguro-desemprego, abono salarial (PIS), pensão por morte e auxílio doença. As MPs já foram aprovadas no Congresso Nacional e agora dependem apenas da sanção da presidente Dilma.


Principais reivindicações
- Contra o projeto de lei da terceirização (PL 4330).

- Contra as medidas provisórias 664 e 665, que atacam direitos como seguro-desemprego, PIS, pensões e auxílio-doença.

- Contra o ajuste fiscal e os cortes no social.

- Estabilidade no emprego e redução da jornada sem redução de salários.

- Por uma Petrobras 100% estatal. Punição, confisco dos bens e prisão de todos os corruptos e corruptores, desde o governo FHC.
 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®