Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1112 | De 25 a 31 de Março de 2015

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Rodrigo Correia - Redação: Manuela Moraes, Shirley Rodrigues e Shuellen Peixoto. Editoração eletrônica: Bruno César Galvão. Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: Jornal Diário da Região Ltda. CNPJ: 07.351.093/0001-48 - Fone: (12) 3966-1212

Cobrança obrigatória

Mantido por Dilma, Imposto Sindical será descontado este mês

Depois de dar duro o mês inteiro na fábrica, os trabalhadores verão uma parte do salário de março ser mordida pelo Imposto Sindical.

A cobrança é obrigatória e equivale ao desconto de um dia de trabalho. Infelizmente, a mordida vai aparecer no holerite de abril.

O nosso Sindicato é totalmente contra esta imposição.

Getulismo
O Imposto Sindical foi criado pelo governo Getúlio Vargas, em 1943, por uma simples razão: tornar os sindicatos dependentes do Estado e financiar aqueles que não promovem lutas.

A consequência disso podemos ver ainda hoje, com a quantidade de sindicatos de fachada, que se preocupam apenas em receber o imposto.

Apesar de representar um ataque ao bolso e à organização da classe trabalhadora, a presidente Dilma nunca deu qualquer sinal de que pretende acabar com a cobrança.

”Consideramos que o trabalhador precisa financiar a sua organização voluntariamente. Por isso, a luta contra esse Imposto é uma bandeira histórica da nossa categoria”, afirma o diretor do Sindicato Edson Alves da Cruz.


Centrais pelegas receberam R$ 700 milhões

O nosso Sindicato e a CSP-Conlutas são contra o Imposto Sindical e defendem o fim definitivo da cobrança.

Já as centrais pelegas, como CUT, Força Sindical e CTB, engordam seus caixas com o dinheiro cobrado contra a vontade dos trabalhadores.

Os números são assustadores. Nos últimos cinco anos, as centrais dividiram um bolo de R$ 700 milhões. A maior fatia ficou para a CUT, que recebeu R$ 216 milhões em Imposto Sindical. Em segundo lugar ficou a Força, com R$ 193 milhões.

A CUT até se declara contra a cobrança, mas sugere a substituição por uma taxa.

Essas centrais se beneficiam do dinheiro que sai do bolso do trabalhador e se mantêm atreladas ao governo. Isso tem de acabar!


Sindicato fará devolução
O nosso Sindicato devolve aos associados a parte do dinheiro (60%) que cabe à entidade. A devolução deve ter início a partir de junho. Quem não é sócio poderá fazer sua sindicalização e também receber o dinheiro de volta.
 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®