Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1112 | De 25 a 31 de Março de 2015

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Rodrigo Correia - Redação: Manuela Moraes, Shirley Rodrigues e Shuellen Peixoto. Editoração eletrônica: Bruno César Galvão. Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: Jornal Diário da Região Ltda. CNPJ: 07.351.093/0001-48 - Fone: (12) 3966-1212

Especial Mês da Mulher

Mulheres vão à luta por igualdade de salários e direitos

Toda mulher trabalhadora sente na carne o peso da dupla exploração. Além de receberem salários menores que os homens, exercem os serviços mais precarizados e estão expostas à dupla jornada e a todo tipo de violência.

É por isso que o Sindicato mantém uma luta constante exigindo que o Estado e as empresas cumpram seus deveres para garantir a igualdade de direitos e combater a opressão, a violência e a superexploração a que as trabalhadoras estão expostas.


Governos e empresas têm o dever de garantir creche


É muito comum mulheres abandonarem o trabalho por não terem onde deixar os filhos.

Em nossa região, a procura por creches públicas é grande e as vagas são poucas. Um desrespeito por parte das prefeituras, que não cumprem seu dever de oferecer serviço público de qualidade para todos.

Os patrões também têm sua responsabilidade. Por lei, empresas com mais de 30 mulheres devem garantir creche interna, conveniada ou pagar o auxílio-creche. Muitas até pagam, mas o valor é tão baixo que não cobre as mensalidades.

É por isso que o Sindicato cobra da Assecre, por exemplo, a construção de uma creche que atenda as metalúrgicas do Chácaras Reunidas.

“Da mesma forma, empresas como a Embraer têm plenas condições de construir uma creche na fábrica. Uma solução simples, que atenderia centenas de trabalhadoras”, reivindica Marina Sassi, ativista da Embraer.


Exigimos licença remunerada para vítimas de violência


A violência doméstica é uma das faces mais cruéis do machismo. A dor física e psicológica, muitas vezes, demora a passar. Em casos mais graves, as marcas ficam no corpo pelo resto da vida.

Com as trabalhadoras, é ainda pior. Além de enfrentarem todas as dificuldades para denunciar as agressões e se libertarem de seu agressor, elas ainda correm o risco de perder o emprego. Afinal, não é fácil trabalhar após ter sido agredida.

“A licença remunerada para vítimas de violência doméstica é uma medida necessária, inclusive para que as trabalhadoras possam fazer a denúncia e buscar tratamento”, reivindica Aline Bernardo, cipeira da Sun Tech.


Direito ao atestado de acompanhamento médico precisa ser ampliado

O atestado de acompanhamento médico em caso de consultas ou internações é um direito garantido em nossa categoria que precisa ser ampliado.

A maioria das empresas reconhece apenas um dia de atestado, o que é insuficiente na maioria dos casos.

“Como nesta situação a responsabilidade recai sobre as mães, é comum que muitas trabalhadoras percam parte do salário quando um filho adoece. Precisamos lutar para acabar com essa injustiça”, avalia Isabel Oriolli, cipeira da Blue Tech.


Basta de desigualdade salarial

Os patrões se aproveitam das diferenças de gênero para explorar ainda mais. Em nossa categoria, o setor eletroeletrônico é um exemplo de como isso acontece.

Composto em sua maioria por mulheres que recebem em média 47% menos do que os homens, o setor concentra uma das maiores diferenças salariais entre os metalúrgicos.

“Esta é uma realidade que precisa acabar. Exigimos salário igual para trabalho igual!”, afirma Joyce Pereira, ativista da Sigma.
 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®