Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1110 | De 11 a 17 de Março de 2015

Expediente

Órgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá - Rua Maurício Diamante, 65, São José dos Campos - CEP 12.209-570. Telefone (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Edição: Rodrigo Correia - Redação: Douglas Dias, Manuela Moraes, Rodrigo Correia e Shirley Rodrigues. Editoração eletrônica: Bruno César Galvão. Ilustração: Bruno César Galvao. Fotolito e Impressão: Jornal Diário da Região Ltda. CNPJ: 07.351.093/0001-48 - Fone: (12) 3966-1212

Especial Mês da Mulher

Exigimos 1% do PIB para combate à violência contra a mulher

Números assustadores fazem parte da realidade feminina no Brasil: a cada duas horas, uma mulher morre vítima de violência doméstica; a cada dois minutos, cinco são espancadas; e a cada dez segundos, uma é vítima de estupro.

Para combater essa dura realidade, o MML (Movimento Mulheres em Luta, da CSP-Conlutas) está organizando em todo país um abaixo-assinado que exige do governo federal o investimento de 1% do PIB (Produto Interno Bruto) no combate a esse tipo de violência.

Para se ter uma ideia, se essa fórmula fosse aplicada, o governo teria de investir R$ 461 por mulher, ao ano. Atualmente, é investido apenas R$ 1,80.

Mais proteção
Com 1% do PIB, seria possível a construção de mais delegacias da mulher, casas abrigo e creches, além da contratação de profissionais qualificados para dar atendimento às vítimas.

“É dever do governo garantir condições de segurança à mulher agredida para que ela possa denunciar seu agressor” , afirma a diretora do Sindicato Rosângela Calzavara.


Dilma assina lei do feminicídio, mas verba para proteção continua reduzida

A presidente Dilma Rousseff sancionou, na última segunda-feira, dia 9, a Lei do Feminicídio, que aumenta a punição para assassinatos de mulheres por razão de gênero (pessoas assassinadas pelo simples fato de serem mulheres) ou por violência doméstica.

A nova lei estabelece uma punição que varia entre 12 e 30 anos de prisão.

A lei é, sim, uma conquista, mas para garantir a segurança das mulheres é preciso investimento e, neste quesito, o governo vai mal.

Entre 2013 e 2014, o governo Dilma cortou 20% do orçamento destinado ao combate à violência contra a mulher. Um corte vergonhoso que tem de ser revisto!
 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®