Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1094 | De 22 a 27 de Outubro de 2014

Expediente

Expediente: Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Colaboração: Conselho Editorial - Edição: Rodrigo Correia - Redação: Manuela Moraes, Shirley Rodrigues e Shuellen Peixoto. Editoração e Ilustração: Bruno Galvão - Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

 

Vitória da Categoria

Acordo garante pagamento de periculosidade a eletricistas da GM

Ex-trabalhadores da General Motors aprovaram um acordo negociado pelo Sindicato junto à empresa para pagamento de uma indenização referente ao adicional de 30% de periculosidade.

A medida beneficia um grupo de 17 eletricistas que já não trabalham mais na empresa. O valor total do acordo é de R$ 5,2 milhões.
Cada um deve receber entre R$ 100 mil e R$ 400 mil de indenização, dependendo do tempo de trabalho na fábrica, incluindo dois carros Cobalt 1.8.

O caso estava na Justiça do Trabalho desde 2004 e teve vitória judicial garantida pelo Departamento Jurídico do Sindicato. Entretanto, a GM recorreu e a ação aguardava julgamento em Brasília.

O adicional de periculosidade é uma reivindicação antiga dos trabalhadores da GM em função do alto risco de acidentes que envolve a atividade.

Trabalhador em risco
Os eletricistas que trabalham na empresa lidam com alta voltagem. Na GM, a tensão é superior a 440 volts. Para se ter uma ideia, essa voltagem é o dobro da disponibilizada em nossas casas.

Existem ainda fatores agravantes. Um deles é o serviço de manutenção corretiva, em que os reparos são feitos com a produção em andamento, ou seja, com os equipamentos energizados e sob a pressão da chefia para que o trabalho seja feito com rapidez.

Em 2004, um eletricista que exercia a função nessas condições sofreu um acidente fatal.

Outros processos
Existem outros processos semelhantes a este aguardando decisão judicial. Um deles também é de 2004 e teve andamento mais lento na Justiça. Por isso, o Sindicato está exigindo que a GM abra negociação.

“Esta é uma importante vitória da categoria. Agora, vamos pressionar a montadora a pagar o adicional de periculosidade a todos os eletricistas da fábrica”, afirma o secretário geral do Sindicato, Luiz Carlos Prates, o Mancha.

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®