Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1079 | De 10 a 16 de Junho de 2014

Expediente

Expediente: Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Colaboração: Conselho Editorial - Edição: Rodrigo Correia - Redação: Ana Manuella Soares, Manuela Moraes e Shirley Rodrigues. Editoração e Ilustração: Bruno Galvão - Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

 

Onda de greves

Mexeu com o metroviário, mexeu comigo!

Antes mesmo da Copa, as greves e manifestações populares já estão se espalhando pelo Brasil.

Trabalhadores de diferentes categorias estão mobilizados e prontos para enfrentar a repressão dos patrões e dos governos.

Em São Paulo, nem mesmo a Tropa de Choque da PM, as demissões e a imposição da Justiça fizeram com que os metroviários desistissem de lutar por melhores salários.

O tempo todo, os trabalhadores se mostraram dispostos a negociar, propondo inclusive “catraca livre” durante o período de greve, mas o governador Alckmin mostrou seu lado intransigente.

Não é por acaso que os trabalhadores decidiram cruzar os braços. A categoria já acumula 35% de perdas salariais.

E agora, lutam pela reintegração dos que foram demitidos arbitrariamente durante a greve.

A mobilização dos metroviários tem total apoio do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região.

Confira abaixo outros exemplos de categorias que estão mobilizadas.

Mobilizações se espalham pelo Brasil

Eletricitários da Companhia Hidrelétrica do São Francisco:
 entraram em greve nessa segunda-feira, dia 9, por PLR.

Trabalhadores do IBGE: em greve desde 26 de maio. Reivindicam a saída da presidente e de todos os membros do Conselho Diretor do instituto.

Professores e servidores da USP: as paralisações começaram dia 27 de maio em alguns setores, mas estão crescendo a cada dia. Eles pedem reajuste salarial, melhores condições de trabalho, contratação imediata de médicos para o Hospital Universitário, mais verbas para a educação, entre outros.

Professores da Unicamp e Unesp: protestam contra a proposta de zero de reajuste salarial.

Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte: em greve desde 15 de abril por reajuste das gratificações, garantia de segurança nas unidades e abertura de concurso público.

Servidores federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica: estão parados há quase dois meses. Na pauta de reivindicações, estão incluídas mudanças na política salarial, isonomia de benefícios, entre outros.

Podem parar
- Metroviários do Rio de Janeiro

- Trabalhadores do transporte de Natal

- Policiais de várias partes do país

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®