Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1076 | De 20 a 26 de Maio de 2014

Expediente

Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Colaboração: Conselho Editorial - Edição: Rodrigo Correia - Redação: Ana Manuella Soares e Manuela Moraes. Editoração e Ilustração: Bruno Galvão - Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

Participação nos Lucros

Contra enrolação de patrão, vamos intensificar a mobilização por PLR

Os metalúrgicos precisam botar fogo na luta por PLR. A partir de agora, onde tem enrolação, vai ter paralisação.

Na General Motors, já aconteceram três rodadas de negociação, mas só se ouviu choradeira de patrão. A montadora, entretanto, não tem motivos para reclamar.

Com base nas vendas de janeiro a abril deste ano, a previsão é de que a empresa tenha um faturamento de R$ 9 bilhões, em 2014, apenas com a planta de São José dos Campos. Isso representa R$ 2 bilhões a mais no faturamento da montadora.

A produtividade da unidade aumentou 74% nos últimos dois anos, sinal de que a empresa está lucrando ainda mais e, por isso, os metalúrgicos vão pra cima.

Setor eletro
No setor eletroeletrônico, a proposta rebaixada da Blue Tech, de Caçapava, foi rejeitada na mesa. Em todo setor (que inclui Sun Tech e 3C), as trabalhadoras estão se mobilizando e já foi protocolado aviso de greve.

Zona Leste
Na Zona Leste, a Hitachi apresentou proposta de R$ 3.500 e, de forma intransigente, encerrou as negociações. Os metalúrgicos sabem que a produção na empresa está bombando e querem mais.

Setor aeronáutico
A enrolação continua na Aernnova. Os trabalhadores já votaram que querem pagamento da primeira parcela, de R$ 1.750, no próximo mês.
Na Sobraer e C&D, os metalúrgicos precisam pressionar os patrões a marcar negociação.

Zona Sul e Avibras
Na última semana, foram realizadas assembleias em mais 12 fábricas da região. Como sempre, a Assecre (associação dos empresários da região) está enrolando pra começar as negociações.

Na Avibras, a reunião de negociação acontece esta semana e os operários estão mobilizados.

“Os metalúrgicos já cansaram da choradeira e vão pra cima na campanha de PLR. O patrão que está enrolando pra negociar ou avançar na negociação pode esperar: vai ter paralisação”, afirma o presidente do Sindicato Antônio Ferreira de Barros, o Macapá.


Próximas negociações
Alestis - terça-feira, dia 20
Haldex - terça-feira, dia 20
Wirex Cable - terça-feira, dia 20
Schrader - quarta-feira, dia 21
GM - quinta-feira, dia 22
Armco - dia 28


Metalúrgicos da MWL fecham PLR de R$ 6.200

Com mobilização, os trabalhadores da MWL, em Caçapava, conquistaram uma PLR de R$ 6.200, sem metas e com pagamento previsto para o próximo mês, em parcela única.

A aprovação aconteceu na terça-feira, dia 13.

A PLR deste ano supera em 70% a do ano passado, que foi de R$ 3.650.

“A nossa mobilização deve servir como um exemplo para toda a categoria. Juntos, os companheiros da MWL venceram a choradeira dos patrões”, avaliou o diretor do Sindicato Rogério Willians de Oliveira.
 

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®