Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Voltar para Página Inicial

Jornal do Metalúrgico

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
  • Imprimir
  • Enviar por e-mail

Versão em PDF

Edição 1051 | De 15 a 22 de Outubro de 2013

Expediente

Orgão informativo do Sindicato dos Metalúrgicos de S. J. Campos, Caçapava, Jacareí, Santa Branca e Igaratá • Rua Maurício Diamante, 65 - 12209-570- (12) 3946.5333 - Fax: 3922.4775 - site: www.sindmetalsjc.org.br - e-mail: comunicacao@sindmetalsjc.org.br - São José dos Campos - SP - Responsabilidade: Diretoria do Sindicato - Colaboração: Conselho Editorial - Edição: Shirley Rodrigues - Redação: Douglas Dias, Manuela Moraes e Shirley Rodrigues. Editoração e Ilustração: Bruno Galvão - Fotolito e Impressão: UniSind Gráfica Ltda (11) 3271-1137

Campanha Salarial 2013

Acordos já estão fechados. Só falta a Embraer

Se a Embraer está pensando que os trabalhadores vão engolir a proposta de zero de aumento real nos salários, está muito enganada.

Em todos os setores metalúrgicos, houve acordos de pelo menos 8%, chegando a 10%. Agora só falta o setor aeronáutico, liderado pela Embraer.

Na última quinta-feira, dia 10, em reunião com o Sindicato, a Embraer voltou a dizer, por meio da Fiesp, que não daria nada além da inflação (6,07%).

A proposta foi um total desrespeito aos trabalhadores, que só voltaram ao trabalho no dia 8 depois que a empresa anunciou que iria negociar.

Mas a Embraer, mais uma vez, mostrou que não está nem um pouco preocupada em atender as reivindicações de seus funcionários.

Sendo assim, é hora de os trabalhadores da produção e administração manterem a união para exigir um reajuste salarial de pelo menos 10%, sem teto. Chega de salários baixos e de tanto desrespeito.

“A empresa vive um ótimo momento financeiro, com grandes contratos e liberação de verba pelo governo federal. A paralisação do dia 8 mostrou o quanto o pessoal da produção e do administrativo está insatisfeito e disposto a lutar por melhores salários”, afirma diretor do Sindicato Geraldo Jesus dos Santos.

Histórico de autoritarismo
Infelizmente, a Embraer traz um longo histórico de intransigência e autoritarismo. Há muito tempo a empresa não respeita o direito de mobilização dos trabalhadores e foge de negociar com o Sindicato.

Desde a paralisação do dia 8, os supervisores estão assediando os trabalhadores para que não participem da assembleia, em caso de greve.

Até os seguranças estão sendo obrigados a trabalhar 14 horas por dia para dificultar as mobilizações. O caso foi denunciado pelo Sindicato ao Batalhão da PM.


Em Botucatu, trabalhadores se mobilizam


Os companheiros da Embraer de Botucatu realizaram uma manifestação, nesta segunda-feira, dia 14, para exigir aumento real de salário.

Nosso Sindicato esteve na fábrica para apoiar os metalúrgicos de lá.

“Neste momento é muito importante que os trabalhadores de todas as fábricas da Embraer se unam para dizer um grande não a essa proposta vergonhosa da empresa. Juntos teremos maior poder para pressionar a Embraer e conquistar nossas reivindicações”, disse o diretor do Sindicato André Luis Gonçalves, o Alemão.

Busca por palavras

Busque o jornal por edição

Veja todas as edições



Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP | Telefone: (12) 3946.5333 | Fax: (12) 3922.4775.
© 2019 Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região - Todos os direitos reservados | Desenvolvimento Web: ClickNow®