12º Congresso

Metalúrgicos na luta contra reformas e governo

O 12º Congresso dos Metalúrgicos, realizado entre os dias 14 e 16 de julho de 2017, apontou os caminhos de luta e organização para o Sindicato e toda categoria. Após três dias de debates e decisões, os delegados aprovaram resoluções que confirmaram a continuidade da luta pelo “Fora Temer e todos os corruptos” e a necessidade de uma nova Greve Geral.

As resoluções foram aprovadas por 106 delegados de 26 fábricas. Considerando o cenário de crise política, social e econômica pela qual passava o país, o Congresso decidiu “priorizar a luta direta dos trabalhadores contra as reformas. Se houver a queda do governo Temer, o Sindicato chamará a luta por eleições gerais com novas regras”.

Em outra resolução, ficou definido que o Sindicato incorporasse a campanha contra qualquer governo defensor das reformas que ataquem os direitos trabalhistas e previdenciários.

Para fortalecer a luta dos trabalhadores contra as reformas do governo, os delegados aprovaram resolução para exigir das centrais sindicais que retomassem o processo de mobilização contra Temer e suas reformas e que uma nova Greve Geral fosse convocada.

A própria CSP-Conlutas também foi ponto de resolução no Congresso, que decidiu impulsionar nas assembleias as discussões sobre a central. “Construir a CSP-Conlutas na base, nas fábricas, como alternativa de direção para o movimento sindical brasileiro”.

Campanha Salarial
Além de buscar o reajuste salarial, o objetivo foi impedir que as mudanças aprovadas pelo governo não fossem implementadas na categoria e exigir a revogação da reforma.

Organização de base
Foi apontado como prioridade para a diretoria do Sindicato a luta pelo avanço na organização no local de trabalho, fortalecendo e organizando ainda mais o Conselho de Representantes.

Mulheres
Foi definido que a direção sindical tem de ter, no mínimo, o mesmo percentual de mulheres existente na categoria.

Os delegados e delegadas também decidiram pela criação de uma secretaria LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais). 

Também foram discutidas resoluções sobre política internacional, democracia operária, saúde do trabalhador, questão racial, entre outros pontos.

Whatsapp

Digite seu número de celular e receba nossas novidades:

Desculpe, problemas ao enviar.

Obrigado pelo seu interesse.

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá
Sede: Rua Coronel Moraes, 143, Jardim Matarazzo, São José dos Campos - SP
Telefone: (12) 3946-5333